Ótica Perfil

Juiz do Trabalho anula arrematação do Centro de Treinamento da Associação Olímpica de Itabaiana

CT da Serra | 12.07.2018 às 18:11h

No final da manhã de quarta-feira (11) o juiz Antônio Francisco de Andrade do Tribunal Regional do Trabalho da 20.ª Região decidiu anular a arrematação do Centro de Treinamento da Associação Olímpica de Itabaiana (CT da Serra) que havia sido adquirido por uma empresa de Aracaju (SE), atravéss de leilão realizado no dia 05 de julho de 2018, pela quantia de R$ 400.000,00 (Quatrocentos Mil Reais).

Após tomar conhecimento do caso, a direção do Tremendão da Serra, por meio do Departamento Jurídico, entrou com pedido de anulação do evento, uma vez que o clube não foi notificado a respeito do referido leilão judicial.

A decisão proferida pelo Juiz do Trabalho nos autos de número 0000531-11.2016.5.20.0013 tornou sem efeito a arrematação do Centro de Treinamento da Serra, por conta da ausência de notificação da Associação Olímpica de Itabaiana.

Os dirigentes também ficaram cientes que o bem penhora irá a leilão no dia 23 de agosto de 2018, na modalidade exclusivamente online, a partir das 10 horas, no site do leiloeiro oficial.

O CT da Serra foi penhorado devido a uma reclamação trabalhista do zagueiro Duílio Adriano de Souza, que atuou no clube durante a competição do Campeonato Brasileiro da Série D de 2012.

O atleta ingressou com ação judicial contra o Itabaiana em 27 de novembro de 2013. Em 14 de maio de 2014 a diretoria anterior, através de preposto enviado pelo então presidente Edivaldo José de Lima, firmou acordo judicial nos autos do processo nº 0002127-46.2013.5.03.0033 (TRT/MG), no qual o clube comprometeu-se a pagar ao reclamante o valor de R$ 10.000,00 (Dez Mil Reais) em cinco parcelas de R$ 2.000,00 (Dois Mil Reais), porém nenhuma parcela foi depositada. Na oportunidade foi acordada uma multa de 100% em caso de atraso ou inadimplência.

Como a gestão anterior não cumpriu com o acordo judicial, o valor da dívida dobrou para R$ 20.000,00 (Vinte Mil Reais) e agora, com juros e correções, o débito atual da execução está em R$ 31.136,21 (Trinta e Um Mil, Cento e Trinta e Seis Reis, e Vinte e Um Centavos).

Leia o despacho do juiz

Da redação: Gilson de Oliveira
Contatos: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9977-1266 (Esse número não recebe ligações)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva