Ótica Perfil

Vereador ofende presidente da Câmara de Vereadores de Itabaiana em sua fala na tribuna do parlamento

Durante discurso | 23.11.2018 às 05:01h

Durante a Sessão Ordinária de quinta-feira (22), na Câmara de Vereadores de Itabaiana, o vereador Gustavo Santana (MDB) afirmou durante discurso na Tribuna da Casa Legislativa que os professores da cidade ainda não receberam seus salários por conta da demora da posse de Carminha Mendonça culpando os vereadores da bancada do prefeito. Gustavo também chamou o presidente da Câmara, vereador José Teles (PR), de ditador por não ter franqueado a palavra aos membros do legislativo durante a posse da atual prefeita.

Repudiando o discurso do vereador Gustavo Santana, o presidente da Casa, José Teles rebateu as acusações esclarecendo que não tem responsabilidade nenhuma sobre pagamento de servidores do município, pois, essa competência é da gestão, e quanto aos salários dos servidores da câmara, o mesmo só autorizará quando houver o repasse do duodécimo por parte do município.

Partindo em defesa do presidente, o vereador Marcos Oliveira (PTC) também repudiou o discurso do parlamentar que não respeitou a recuperação do vereador José Teles, que se recupera de dois acidentes vasculares celebrais. O parlamentar também disse que a prefeita Carminha Mendonça havia prometido reabrir o matadouro assim que assumisse o município, porém, após ter assumido mudou o discurso dizendo que a reabertura do matadouro deve ser bem estudada. O vereador também lembrou que os antecessores de Valmir de Francisquinho agiam da mesma forma em relação ao matadouro, e portanto, devem também ser investigados, uma vez, que a prescrição para esse tipo de crime só se opera em 16 anos. E finalizou dizendo que para ele a prisão do prefeito já foi injusta, por acreditar em sua inocência, quanto mais sua manutenção.

O vereador Wagner Menezes (PR) também contestou a declaração do colega Gustavo Santana, que teria atribuído aos vereadores de situação, o que ele classificou de atraso no pagamento dos salários, sendo que esse pagamento vinha sendo feito no dia 22 de cada mês, e de forma voluntária pelo gestor municipal. O vereador também ressaltou a situação do matadouro municipal que levou o prefeito Valmir de Francisquinho à prisão, enquanto que o prefeito de Lagarto Valmir Monteiro, por motivos semelhantes ao caso do matadouro de Itabaiana, foi apenas afastado, já os antecessores de Valmir, sequer foram investigados. E finalizou respondendo ao vereador Gustavo Santana que quem está com problemas psicológicos, não é o prefeito Valmir, mas sim, o próprio vereador, considerando seus discursos agressivos e desrespeitosos.

A vereadora Ivoni Andrade (MDB), iniciou o seu pronunciamento dizendo que realmente os salários dos professores não estão em atraso, ao contrário do que disse o colega Gustavo Santana, ressaltando que o pagamento no dia 22 de cada mês, foi uma opção do próprio gestor. A vereadora também enfatizou que entende que o comunicado de afastamento do prefeito não ocorreu de forma regular. O vereador Marcos Oliveira pediu aparte e explicou que há uma diferença entre pedido e comunicado, no caso em questão, a lei estabelece que em caso de afastamento por período superior a dez dias, o gestor deve comunicar sua licença a câmara, o que ocorreu dentro do prazo. A vereadora também ressaltou a importância de aprovação do projeto de sua autoria, que dispõe sobre A admissão no município de Itabaiana, dos diplomas de pós-graduação "STRICTO SENSU" sob a égide do acordo firmado no âmbito do MERCOSUL, Espanha e Portugal, que por sua vez, após receber emenda de autoria do vereador Marcos Oliveira estabelecendo um prazo de 30 dias para verificação de autenticidade dos certificados para admissão, foi aprovado por unanimidade dos presentes.

O vereador José Roberto (PP), iniciou o seu pronunciamento se solidarizando com o presidente da Casa, vereador José Teles de Mendonça, em decorrência das ofensas promovidas pelo vereador Gustavo Santana. O vereador desejou sucesso na gestão de Carminha Mendonça, e defendeu que a família Teles não tem nada a ver com a prisão do prefeito Valmir de Francisquinho.

Da redação: Ascom da Câmara Municipal de Itabaiana
Contatos: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9977-1266 (Esse número não recebe ligações)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva