Warning: simplexml_load_file(): http://www.gilsondeoliveira.com.br/xml/lista_mais.xml:1: parser error : Document is empty in /home/gilsonde/public_html/ver_news.php on line 83

Warning: simplexml_load_file(): in /home/gilsonde/public_html/ver_news.php on line 83

Warning: simplexml_load_file(): ^ in /home/gilsonde/public_html/ver_news.php on line 83
Papiloscopistas identificam miliciano foragido do Rio de Janeiro - Gilson de Oliveira
Ótica Perfil

Papiloscopistas identificam miliciano foragido do Rio de Janeiro

Em Sergipe | 18.09.2017 às 20:33h

Após a prisão efetuada no sábado (16) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Km 105 da BR-101, no município de São Cristóvão (SE), com um automóvel roubado no Rio de Janeiro, os papiloscopistas do Instituto de Identificação de Sergipe, órgão vinculado à Coordenadoria Geral de Perícias, identificaram o indivíduo Habdalla Nascimento de Souza, conhecido por "Bibi", como sendo um foragido da Justiça do Rio de Janeiro.

Inicialmente identificado como Diogo Nascimento Pereira, ele foi conduzido à Delegacia Plantonista Sul para o registro do Auto de Prisão em Flagrante por receptação de veículo roubado e adulteração de sinal automotor. Na delegacia, a autoridade policial suspeitou sobre a veracidade da qualificação do suspeito pela falta de documentos e solicitou exame papiloscópico.

Foto: Ascom da SSP/SE

Com o resultado, os papiloscopistas sergipanos identificaram que o indivíduo não tratava-se de quem ele afirmava ser, sendo o fato constatado ao consultar o prontuário civil fornecido pelo Instituto de Identificação do Rio de Janeiro. Na audiência de custódia, quando confrontado sobre a sua real identidade, Habdalla confessou ser foragido e utilizou o nome do seu irmão para escapar de perseguições sofridas por um grupo criminoso rival no Rio de Janeiro.

No Estado fluminense ele possui mandado de prisão em aberto, pela morte de um cadete do Exército Brasileiro, William dos Santos, ocorrido no ano de 2016. A milícia a qual ele faz parte, localizada na comunidade da Carobinha, em Campo Grande, foi apontada como responsável pelo crime.

Da redação: com informações da Ascom da SSP/SE
Contatos: e-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9660-2561 (Não recebe chamadas)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva