Sábado, 03 de dezembro de 2016
Itabaiana-SE, Mín: 23ºC | Máx: 29ºC

Ex-deputado estadual é beneficiado por Habeas Corpus concedido por desembargadora

Em Liberdade | 02.08.2015 às 06:29h

A desembargadora Elvira Maria de Almeida Silva, que estava de plantão na noite deste sábado, dia 1.º/08, assinou alvará de soltura que pôs em liberdade o ex-deputado Raimundo Lima Vieira, o Mundinho da Comase, e os irmãos Augifranco e Ygor, presos sob acusação de desvio de verbas de subvenções da Assembleia Legislativa.


A senadora considerou que os presos admitiram participação no caso das subvenções, mas também mostraram interesse em colaborar com as investigações e "considerando as condições favoráveis aos pacientes, entendo que não se mostra mais necessária a segregação cautelar para garantia da ordem pública, autorizando que sejam expedidos alvarás de soltura em favor de Raimundo Vieira, Augifranco Patrick de Vasconcelos e Ygor Henriquen Batista de Vasconcelos.


A desembargadora diz em seu despacho que por fim, entendo que o presente feito permaneça em segredo de justiça pelo prazo de 72 horas, até que o eminente relator ratifique ou empreenda as medidas que entender necessárias, visando a resoluitividade do presente Hábeas Corpus, inclusive aplicando as medidas cautelares previstas no Art. 219 do CPP se entender conveniente.


A desembargadora pede que o alvará de soltura seja cumprido imediatamente.


O ex-deputado Mundinho da Comase e os irmãos Augifranco e Ygor foram presos preventivamente na quarta-feira, dia 29/07, e estavam detidos na 3.ª Delegacia Metropolitana, em Aracaju (SE). Todos são investigados no "caso subvenções", que apura o repasse e suposto uso irregular de verbas da Assembleia Legislativa de Sergipe.


Com informações de Douglas Magalhães

 

Da redação:
Mais Política
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2016 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva