DE FATO E DE DIREITO: Prefeito eleito será diplomado

LAGARTO (SE) | 21.11.2012 às 15:39h

O drama para o prefeito eleito de Lagarto José Willame de Fraga (Lila Fraga) do PSDB acabou por volta 19h15 de terça-feira, dia 20, quando o pleno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) votou o recurso processual nº 13724 impetrado pela coligação "Lagarto Sempre em Frente" e pelo Ministério Público Federal (MPF) pedindo indeferimento do registro de candidatura do tucano.

O pedido de impugnação da candidatura de Lila Fraga, solicitado pela coligação adversária e pelo Ministério Público, foi baseado na Lei da Ficha Limpa, uma vez que o então candidato teve as contas rejeitadas quando o mesmo era tesoureiro de uma agremiação partidária.

De forma unânime os representantes do TSE concordaram com a posição monocrática da ministra Nancy Andrighi, no último dia 06 de outubro, deferindo a candidatura do mesmo.
Segundo a ministra, a rejeição de contas no exercício do cargo de tesoureiro de agremiação partidária não configura elegibilidade previsto no artigo 1º inciso 1º - Letra G - da Lei complementar 64, porquanto não se equipara a cargo ou função pública.

Nas eleições municipais do último dia 7 de outubro Lila Fraga obteve 29.581 votos contra 24.575 do candidato Valmir Monteiro (PSC), 514 de Marcelo de Oliveira (PSOL) e 233 de Edla Tavares (PTN).

AVISO:
Baseado na lei dos "Direitos Autorais", é expressamente proibida a reprodução deste e outros artigos sem os devidos créditos do seu autor.
Da redação:
Mais Política
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva