Ótica Perfil

LUTO: Historiador sergipano morre com falência múltipla dos órgãos

SAÚDE | 17.04.2012 às 13:04h

Internado na Unidade de Tratamento Intensico (UTI) do Hospital Primavera, em Aracaju (SE), desde o último dia 4, devido a problemas renais e cardíacos, morreu as 10h20 desta terça-feira, dia 17, o historiador Luiz Antônio Barreto, 68 anos. 

A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos, diagnósticada por infecção generalizada decorrente de uma infecção urinária.

Natural de Lagarto (SE), Luiz Barreto era jornalista e historiador, e ainda exerceu os cargos de diretor da Galeria Álvaro Santos, assessor do Instituto Nacional do Livro (INL), superintendente e diretor do Instituto de Documentação Joaquim Nabuco, Diretor da Fundação Augusto Franco, Diretor do instituto de Filosofia Luso-Brasileira (Portugal), Secretário de Estado da Cultura e Secretário de Educação do município de Aracaju.

Atualmente, ele era diretor do Instituto Tobias Barreto e membro da Academia Sergipana de Letras.

O corpo de Luiz Antônio Barreto está sendo velado na Academia Sergipana de Letras, na capital sergipana.

AVISO:
Baseado na lei dos "Direitos Autorais", é expressamente proíbida a reprodução deste e outros artigos sem os devidos créditos do seu autor.
Da redação:
Mais Política
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva