Ótica Perfil

ALIANÇA: Marcelo Déda reage e terá voto do DEM de João Alves

ACORDO x OBRAS | 08.03.2012 às 11:13h

Por Joedson Telles – Universo Político

No grupo dos irmãos Edvan e Eduardo Amorim, praticamente, ninguém leva fé na aliança, confirmada, nesta quarta-feira 7, entre o prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo, e o governador Marcelo Déda. Ao menos no sucesso do acordo.

Além de descrever o pacto como ‘chuva de verão´, já tem gente apostando que o eleitor de Luciano não conseguirá digerir a novidade por ter histórico de votar no ex-governador João Alves e em Eduardo Amorim, adversários políticos de Déda.

Evidente que o governador Marcelo Déda ainda faz curativos nas chagas abertas com o rompimento que teve com o grupo dos Amorim. Mas não deixa de ser um passo rápido e importante do petista na reconstrução de sua base na Assembleia Legislativa - sobretudo depois de uma semana em que os nervos tomaram conta da caneta e exoneração foi palavra de ordem.

Déda mostrou habilidade ao pescar na minúscula oposição seu novo aliado, o deputado Arnaldo Bispo, irmão de Luciano. Ao passar a contar com o voto de um filiado ao DEM de João Alves, Déda mostra que não pode e nem deve ser subestimado.

Aliás, com a mesma tacada, Déda mostrou que as críticas feitas por Luciano contra seu governo, num passado recente, não passavam de asneiras. De jogo político de quem grita à espera de uma oportunidade, e acaba não resistindo a um bom acordo. O prefeito, que fazia questão de criticar Déda - até quando o governador estava certo, como na questão das clínicas de saúde -, não resistiu à primeira cantada.

Bom para Déda, que está no seu papel de buscar apoios para garantir a governabilidade - e não precisou mudar uma vírgula para isso. Ao contrário: Luciano e caronas estão se incorporando ao chamado projeto das mudanças. Todavia, péssimo para o prefeito Luciano Bispo, que apesar de ser político, deve ter dificuldade de olhar nos olhos do seu eleitor e explicar se mudou ele ou o Déda que sempre criticou.

Aliás, por falar em eleitor, já se especula que a deputada Maria Mendonça, que passou a nutrir uma animosidade com Déda, cogita ser candidata a prefeita de Itabaiana com o apoio dos irmãos Amorim contra o próprio Luciano, apoiado por Déda.

Em se materializando a tese, Itabaiana deverá ter uma das eleições mais acirradas da sua história. Se de um lado o prefeito Luciano tem a máquina e o apoio do governo do Estado, por outro, Maria tem o discurso da coerência e, no seu palanque, os irmãos Amorim, que são filhos da terra.

Este detalhe pode (deve?) fazer toda diferença. Segundo o deputado Gilmar Carvalho, por exemplo, que também nasceu e se criou em Itabaiana, bairrismo é palavra de ordem por ali. E, neste caso, o fiel da balança talvez seja, justamente, o eleitor que sempre votou em Luciano Bispo, mas embalado pelo som do prefeito criticando Déda e distribuindo afagos entre João Alves e os Amorim. Com os últimos fatos, a história pode ser diferente. Bem diferente.

P.S.: Ao justificar que foi para os braços de Déda pensando em levar obras para Itabaiana, Luciano está dizendo ao eleitor que o governo só prioriza municípios administrados por aliados - o que o próprio Déda já externou, em outras oportunidades, ser uma tremenda injustiça.

Da redação:
Mais Política
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva