Ótica Perfil

SAÚDE: Cidadão denuncia falta de médico no Hospital de Itabaiana e precariedade no HUSE em Aracaju

DESCASO | 09.01.2012 às 21:42h

Olá Sr. Gilson de Oliveira, sou um grande admirador do seu trabalho, por isso todas as manhãs visito o site. E por saber da grande credibilidade, gostaria de expressar a minha revolta quanto ao hospital de Itabaiana, segue abaixo o acontecido.
Ontem, domingo 08 de Janeiro de 2012, um primo de minha esposa sofreu um acidente de moto, o SAMU fez um ótimo trabalho, desde já os meus parabéns a esse pessoal que trabalha com condições tão precárias, enfim, ao chegar ao hospital de Itabaiana, fomos informados simplesmente que não poderiam receber os feridos, sendo que um dos rapazes estava apenas com um corte na boca, como foi informado no Huse em Aracaju, ao averiguarmos a fundo na verdade não havia médicos, foi onde me perguntei e a escala?
A ambulância do SAMU ficou 20 minutos parada na entrada do pronto socorro, carros paravam para ter acesso, mas a ambulância continuava parada, um senhor foi retirado de um dos carros e colocado em uma cadeira de rodas e duas pessoas empurraram para conseguirem subir a enorme rampa até a entrada, um verdadeiro absurdo. Após alguns minutos de espera foi solicitado a transferência dos feridos para outra ambulância, já que a que encontrava-se em Itabaiana não era ideal para transferências entre cidades, uma vez que apenas um socorrista poderia ir sentado e outro teria que viajar em pé e o ar-condicionado também estava quebrado, a solução então foi solicitar a vinda da ambulância de Ribeirópolis, isso já havia se passado 01 hora.
Após a chegada no Huse em Aracaju, somente após 40 minutos de espera devido a lotação, já que casos simples como o qual estamos nos referindo, foi disponibilizado uma cadeira de rodas para um dos pacientes dar entrada no hospital, já que nem maca havia disponível, enquanto isso o carro do SAMU aguardava uma maca para retirar o paciente do veiculo, ou seja, 4 socorristas mais a viatura de socorro parada, por que no hospital não tem maca.
Vários pontos podem ser discutidos, a falta de médicos no hospital de Itabaiana, ou se haviam médicos por que transferir um caso relativamente “simples” para Aracaju? A falta de um veiculo adequado para transferência de pacientes; A situação precária na qual socorristas trabalham; Super lotação em hospitais; É por isso que somos tidos como burros, como um programa de humor retrata, brasileiro não reclama.
Muito Obrigado Gilson, que sua vida seja longa, para nós ajudar nessa batalha, pois só lutando teremos um mundo melhor.

O texto enviado por HEBERT ARAUJO (hebert_hebert@msn.com) foi publicado originalmente.


 

Da redação:
Mais Política
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva