Ótica Perfil

Governo do Estado quer parcelar débitos de motocicletas

FINANCIAMENTO | 29.12.2011 às 04:47h

Com informações do Portal Infonet - Por Cássia Santana

Pela primeira vez, pelo menos em público, o governador Marcelo Déda reconhece um dos grandes erros de sua gestão e faz questão de, conforme sentenciou, dar “a mão à palmatória”, além de pedir desculpas à população rural. Um gesto em reconhecimento a ausência de política de financiamento de débitos oriundos de atraso de emplacamento de motocicletas, principal veículo utilizado por agricultores e comerciantes da zona rural do interior do Estado. “Foi uma falha do governo e eu peço desculpas. É inadmissível o nosso Governo não ter uma política de parcelamento de débitos de motociclistas ou, pelo menos, explicar porque não tem”, disse Déda.

E cobrou publicamente das autoridades de trânsito uma solução. “É inexplicável não chegar a mim um plano vindo das autoridades do trânsito. Vou botar a mão à palmatória porque é inaceitável que o nosso Governo não tenha uma política de parcelamento para motociclista”, reagiu o governador ao tomar conhecimento que há milhares de moradores da zona rural que utilizam motocicletas como meio de transporte e de subsistência no interior do Estado e que estão enfrentando sérias dificuldades de locomoção devido às constantes blitz realizadas pela Polícia Militar com o objetivo de combater a criminalidade e coibir o roubo deste tipo de veículo.

Marcelo Déda prometeu uma solução e designou, de público, o vice-governador Jackson Barreto (PMDB) para intermediar entendimentos com os proprietários de motocicletas que estão com licenciamento em atraso, na perspectiva de encontrar alternativas que possam facilitar a regularização destes veículos. “Vamos começar 2012 dando explicações aos donos de motos do interior”, compromete-se o governador.

Da redação:
comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva