Ótica Perfil

Ex-servidora do INSS é condenada por fraude em benefícios

MPF/SE | 04.10.2011 às 16:22h
Com informações da Assessoria de Comunicação do Ministério Público Federal em Sergipe 
 
Uma ex-servidora do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) foi condenada em um processo de improbidade administrativa movido pelo Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE). Ela já havia sido condenada em um processo criminal por fazer parte de uma quadrilha que realizava fraudes em benefícios do INSS, desbaratada pela Operação Tucumã.
 
No processo de improbidade, ela foi condenada a ressarcir integralmente os danos causados aos cofres públicos, mais de R$ 380 mil em valores da época; pagar uma multa em igual valor; perda dos direitos políticos e proibição de contratar com o poder público por cinco anos. A Justiça Federal ainda determinou a perda do cargo público, caso ela consiga reverter a decisão administrativa do INSS que a exonerou de seus quadros.
 
A ex-servidora trabalhava na agência do INSS no município sergipano de Nossa Senhora da Glória e realizava fraudes em benefícios transferindo os pagamentos de outras agências para esta. Desta forma, terceiros podiam sacar o dinheiro de beneficiários do Instituto que ficavam sem receber. 
 
As práticas  executadas pela requerida permitiram deliberadamente que terceiros recebessem indevidamente benefícios previdenciários titularizados por diversos segurados, alheios a tudo, causando severo prejuízo ao erário”, destaca o juiz federal Fernando Escrivani Stefaniu na sentença.
Da redação:
Mais Política
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva