Ótica Perfil

Prefeito de Nossa Senhora Dores é vítima de atentado

| 11.12.2007 às 06:10h

O prefeito de Nossa Senhora das Dores, Fernando Lima (PPS), por pouco não foi morto durante uma suposta tentativa de assalto ocorrida entre os povoados Gado Bravo Norte e Penca da Orelha. O fato aconteceu por volta das 20h30 do último sábado, quando o prefeito retornava de uma festa religiosa e desconhecidos colocaram uma moto na pista para simular um acidente. "Quando paramos o carro para prestar socorro fomos surpreendidos com os tiros". Dois disparos atingiram a porta e um outro o pára-lamas dianteiro do Santana, prata, de placas HZU-4847/SE. A polícia não descarta nenhuma possibilidade para o caso que é investigado pela Delegacia de Dores.
Apesar de não descartar nenhuma possibilidade, o prefeito disse que prefere acreditar que tenha sido uma tentativa de roubo. "A marginalidade está tomando conta da cidade. Durante a semana a polícia faz a segurança dos bancos e nos finais de semana nem a polícia civil, nem militar dão segurança a população", disse Fernando Lima, que na manhã de ontem esteve na Secretaria de Segurança Pública (SSP), na capital. Em conversa com o diretor da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci), delegado Júlio Flávio, ele relatou o crime.

Segundo o prefeito de Dores, no sábado estava sendo comemorado o dia da padroeira no povoado Gado Bravo Norte e depois de participar da festa, ele retornava para sede do município acompanhado do vereador Sérgio Henrique (PPS) e mais dois amigos. Ao chegar no cruzamento da estrada que dá acesso ao povoado Penca da Orelha, havia uma moto jogada no meio da pista. "Pensamos que fosse um acidente e paramos para dar socorro", disse Fernando Lima. Se aproveitando do momento, desconhecidos que estavam escondidos no local passaram a atirar contra a vítima. "Eram mais de seis homens que estavam encapuzados".

O prefeito, o vereador e os dois amigos saíram ilesos, mas não conseguiram ajuda na polícia. "Nos finais de semana ninguém registra queixa em Dores", lamentou Fernando Lima que cobra ações de segurança do governo do Estado para o interior. Ele explicou que dois terços da população sergipana vivem no interior e o efetivo policial é de pouco mais de 1,5 mil homens da Polícia Militar, enquanto na capital ficam mais de cinco mil. "A Secretaria faz segurança de faz de contas. Dores tem mais de 30 povoados e dois policiais de plantão na delegacia", disse Fernando Lima, acrescentando que o avanço da criminalidade é percebido no crescente número de registros de roubos e furtos.
Na tarde de ontem, o prefeito, o vereador Sérgio Henrique e mais duas pessoas que estavam na companhia deles no momento do fato foram ouvidos na Delegacia de Nossa Senhora das Dores. "O governador precisa urgente de uma ação junto a Secretaria de Segurança. As prefeituras têm contribuído, mas infelizmente a população está entregue aos bandidos", afirmou Fernando Lima.

Fonte: Jornal da Cidade / Fotos: Reinaldo Gasparoni

Da redação:
comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva