Ótica Perfil

Polícia desarticula quadrilha de assaltantes que atuava no interior do Estado

POLÍCIA | 10.06.2009 às 19:23h

Dois homens foram presos e dois morreram após troca de tiros com a Polícia Civil na madrugada desta quarta-feira, dia 10, durante operação em Campo do Brito. Equipes do Centro de Operações Policiais Especiais e Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol) vinham investigando o grupo até que conseguiram interceptá-los por volta de 1h30 de hoje, após um assalto frustrado naquela cidade. Um quinto acusado fugiu.

Os cinco acusados foram identificados como João José de Sena, o Buru, 26 anos, Antônio da Silva Santos, o Tonho, 36 anos, Givaldo Viana dos Santos, o Vadinho, 27 anos, e José Adilson Santos de Jesus, Dilsinho, 27 anos.
Os dois primeiros reagiram à prisão e foram feridos, falecendo após serem levados ao Hospital Regional de Itabaiana. Já o rapaz identificado como Paulo Rogério da Cunha, 33 anos, escapou ao cerco e continua sendo procurado na região.

A informação passada pelo diretor do Cope, delegado Thiago Leandro, é que João, Antônio, Givaldo e Paulo, foram de carro de Lagarto para a casa de Adilson, em Campo do Brito. De lá, todos os infratores partiram para realizar um assalto à casa de um comerciante na praça Mário Ribeiro de Brito, no centro da cidade. O acerto era que eles arrombariam uma parede a marretadas para entrar no imóvel, renderiam a família, pegariam objetos e dinheiro e depois fugiriam de carro.
No entanto, a investida foi frustrada quando a vítima percebeu a movimentação e acionou a polícia por telefone. Os bandidos desconfiaram e correram para um matagal. Nesse intervalo, as equipes do Cope e do Dipol, que estavam em Itabaiana, puderam interceptar Givaldo, o motorista da quadrilha. Ele era responsável por apanhar os comparsas num ponto próximo do assalto. Mas quando o restante do grupo chegou ao carro, houve confronto.
Givaldo ficou na saída da cidade, esperando o fim do assalto, e foi preso antes pelos policiais civis. Uma equipe de agentes ficou no automóvel da quadrilha, esperando os outros bandidos que estavam a pé, e ao se aproximarem do carro, foram abordados. Paulo, João e Antônio atiraram contra os policiais, que reagiram, conseguindo atingir João e Antônio. José Adilson também foi preso, mas sem ferimentos. Já o Paulo escapou pelo matagal.

A polícia acredita que o quinteto esteja envolvido em mais de 30 crimes ocorridos recentemente em vários municípios do interior do estado, entre os quais o roubo aos Correios de São Domingos, a tentativa de arrombamento de um caixa eletrônico em Pinhão e o roubo de um supermercado de Itabaianinha. Na operação foram apreendidos um carro Astra, de cor prata e placas IAA-3170, pertencente a Antônio, dois revólveres e uma escopeta de fabricação caseira, além de máscaras e marretas usadas na tentativa de assalto. Além disso, foram recuperados uma TV de LCD, equipamentos de som, DVDs, equipamento de receptação de parabólica, pares de tênis, filmadora, sete celulares, e R$ 600,00. A polícia ainda conseguiu apreender nesta tarde na casa dos suspeitos em Lagarto, uma pistola ponto 40, uma pistola 380 e um revólver calibre 38, além de duas motocicletas e um outro carro.

Agentes, escrivães e delegados, além de policiais militares do GTA continuam mobilizados a procura de Paulo Roberto da Cunha que é ex-presidiário, assim como Antônio da Silva Santos. Já José Adilson é foragido do município de Itabaiana, onde possui mandado de prisão em aberto, pela prática do crime de porte ilegal de armas de fogo.
Antônio, ou Tonho, seria o único baiano do grupo, tendo nascido em Conde (BA), mas residia em Lagarto. O restante residia em Lagarto, com excessão de Adilson, cuja residência fica em Campo do Brito.

Clique AQUI e veja a foto de um dos mortos. Por Danilo Reis.

Com informações da SSP/SE

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva