Ótica Perfil

Acusado de matar deputado estadual de Sergipe é assassinado a tiros em Aracaju

Na Zona Sul | 14.02.2016 às 08:52h

Dorgival Luciano assassinado tiros Aracaju SergipeCom diversas passagens policiais por envolvimento em crimes de homicídio e assaltos, o ex-presidiário como Dorgival Luciano dos Santos, 48 anos, foi morto na tarde de sábado, dia 13, no bairro 17 de Março, na capital sergipana.

Com base em relato de testemunhas, o homem estava na porta de um prédio quando indivíduos não identificados chegaram ao local em um automóvel e efetuaram diversos tiros. A vítima foi alvejada por várias vezes e evoluiu a óbito na calçada do imóvel.

Conhecido pela alcunha de "Compadre", ele foi acusado pela morte do deputado estadual Joaldo Barbosa, que era conhecidoDorgival Luciano assassinado tiros Aracaju Sergipe como " Nêgo da Farmácia", em 27 de janeiro de 2003.

O parlamentar foi assassinado dentro da própria residência no bairro Atalaia, em Aracaju, após os criminosos invadirem o imóvel no momento em que a empregada se dirigiu para atender o portão, quando um homem se passava por mensageiro de correspondências.

No período em que esteve custodiado no sistema prisional do Estado, "Compadre" conseguiu fugir do Presídio Regional Senador Leite Neto, em Nossa Senhora da Glória (SE). A fuga ocorreu em julho do ano de 2005.

Depois, ele foi beneficiado com o Indulto de natal no ano de 2010 e não retornou ao presídio para o cumprimento do restante da pena. Já no dia 20 de dezembro de 2014 ele voltou a ser preso após participar do assalto a um restaurante localizado na Avenida Niceu Dantas, na Orla de Atalaia, em Aracaju, onde inclusive fez várias pessoas de reféns, entre elas o proprietário do estabelecimento.

Dorgival Luciano havia saído do presídio há pouco tempo e atualmente estava exercendo a atividade de vigilante em uma feira livre do bairro Santa Maria, também na capital sergipana.


Da redação: Gilson de Oliveira, Mais Notícias
Contatos: e-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9660-2561
* Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva