Ótica Perfil

Adrianinho é condenado a mais de 19 anos de prisão por crime praticado em Itabaiana

JULGAMENTO | 24.04.2009 às 07:42h

Em julgamento realizado na quinta-feira, dia 23, no Fórum Maurício Graccho Cardoso, em Itabaiana, o conselho de senteça presidido pela Juíza Soraia Gonçalves de Melo condenou, por unanimidade, Adriano de Jesus Santos, 26 anos, conhecido por Adrianinho, a 19 anos e seis meses prisão por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil contra a senhora Maria José Santos.  
O crime aconteceu em parceria com Arivan Dias, conhecido por Neném, na residência da vítima localizada no Conjunto Maria do Carmo Nascimento Alves em 2004, em Itabaiana.

De acordo com os autos constantes no processo, no dia 30 de maio de 2004, por volta de 01h30min, Adriano de Jesus Santos e Arivan Dias encontravam-se na companhia de Katiane de Oliveira na casa de Maria José Santos, participando de uma bebedeira, quando Adrianinho e Maria foram para o quarto da casa deixando o outro casal na cozinha. Momento depois se ouviu o disparo, de um tiro efetuado pelo acusado contra a vitima causando sua morte imediata.
Após o resultado do julgamento, ele foi encaminhado ao Presídio do Bairro Santa Maria, em Aracaju.
Já a acusação contra Erivan Dias foi extinta, uma vez que ele foi assassinado antes mesmo de ir a julgamento.

Adrianinho responde a mais 10 processos por homicídios e já tem duas condenações por roubo e porte ilegal de arma de fogo.
Após fugir vestido de mulher do Complexo Penitenciário Dr. Manoel Carvalho Neto, em São Cristóvão, no dia 15 de fevereiro deste ano, ele foi recapturado pela Polícia Civil Sergipana no município baiano de Chorrochó, no dia 27 de março passado.

Foto: TV Sergipe Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva