Domingo, 04 de dezembro de 2016
Itabaiana-SE, Mín: 23ºC | Máx: 29ºC

Polícia detalha prisões efetuadas em Itabaiana, Lagarto e Ribeirópolis

A Casa Caiu | 02.10.2015 às 12:53h

Após alguns meses de investigações, a Polícia Civil de Sergipe, através do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), da Divisão de inteligência da Polícia Civil (Dipol) e do Grupo Especial de Repressão e Buscas (Gerb), efetuou as prisões de quatro pessoas suspeitas de envolvimento em crimes de tráfico de entorpecentes e explosões a agências bancárias no Estado. Na operação, a polícia ainda apreendeu diversas armas de fogo e munições de uso restrito das forças armadas, além de grande quantidade de maconha.


maconha, armas e munições Itabaiana Lagarto RibeirópolisA ação policial ocorreu no início da noite da última quarta-feira, dia 30, e em Itabaiana (SE), região Agreste de Sergipe, foram presos Aduílson Góis de Oliveira, 32 anos, e Hugo Passos de Oliveira, 22 anos. Já na zona rural do município de Lagarto, no Centro-Sul sergipano, foi detido Emanoel Alves Maia, 36 anos, e na cidade de Ribeirópolis, também no Agreste Sergipano, aconteceu a prisão Moisés José de Almeida, 45 anos, que também era procurado pela justiça alagoana.

maconha, armas e munições Itabaiana Lagarto Ribeirópolis
De acordo com levantamento da polícia, Aduílson era o proprietário da droga, enquanto Emanoel seria o responsável pelo transporte e armazenamento do entorpecente. Na casa de Emanoel no povoado Brasília, em Lagarto (SE), a polícia apreendeu a quantia de 336 quilos do droga. O produto ilícito foi trazido de Salvador (BA).


Após a prisão, Emanoel também confessou a participação na explosão dos caixas eletrônicos da agência do Banese na cidade de Frei Paulo (SE) no último mês de agosto deste ano.

maconha, armas e munições Itabaiana Lagarto Ribeirópolis
Com as informações passada por Emanoel, os policiais seguiram até a cidade de Ribeirópolis (SE), onde localizaram e prenderam Moisés. Ele também é suspeito de participar do grupo de explosões e ainda ficava com a responsabilidade do armazenamento e guarda das armas de fogo e artefatos explosivos utilizados aos ataques as agências bancárias do Estado.


Moisés possuía um mandado de prisão, expedido pela justiça do Estado de Alagoas, e na residência do mesmo foi encontrado um fuzil R15 de fabricação americana, uma metralhadora, uma pistola europeia 9mm com silenciador, entorpecente identificado como Crack e farta munição. O material se encontrava enterrado no imóvel.


Segundo informações obtidas pela equipe de inteligência que investigou o caso, a função de Hugo era distribuir o entorpecente em vários municípios do Estado. Com excessão de Hugo Passos de Oliveira, os demais suspeitos já possuiam passagens por diversos crimes.


De acordo com o delegado Jonathas Evangelista, diretor do Cope, as investigações terão continuidade e novas prisões devem acontecer.

Da redação: Gilson de Oliveira, Mais Notícias com informações da Polícia Civil de Sergipe
Contatos: E-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br - WhatsApp: (079) 9-9660-2561
* Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2016 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva