Ótica Perfil

Mulher morre na zona rural de Itabaiana com suspeita de infecção causada pela Leptospirose

Urina do rato | 28.07.2015 às 20:10h

Dona de casa de prenome Vanda, residente no povoado Carrilho, zona rural do município de Itabaiana, Agreste Sergipano, faleceu no início deste mês de julho com suspeita de infecção causada pela Leptospirose, doença transmitida pela urina do rato.


O óbito foi constatado no último dia 05 e a mulher ainda chegou a ser encaminhada ao Hospital Regional de Itabaiana Dr. Pedro Garcia Moreno Filho, mas de acordo com informações da direção clínica da referida unidade de saúde, ela deu entrada no local já sem os sinais vitais.


Outro morador do povoado, identificado como José Alves, cunhado da senhora Vanda, também se encontra internado no hospital, onde deu entrada e permanece desde o último domingo, dia 26, com suspeita de ter contraído a mesma doença.


Povoado Carrilho Itabaiana SergipeDiante dos fatos, equipes da Secretaria de Saúde do município visitaram na manhã desta terça-feira, dia 28, a sede da Cooperativa de Beneficiamento da Castanha, instalada no povoado e nenhum foco dos roedores foi encontrado na localidade.


Durante a visita à comunidade, foi realizado um trabalho educativo de orientação e conscientização junto aos moradores. As equipes também aproveitaram dedetizar o povoado, com o intuito de prevenir a população local contra ratos, mosquitos e outros insetos.


Leptospirose


Leptospirose é uma infecção aguda, potencialmente grave, causada por uma bactéria do gênero Leptospira, que é transmitida por animais de diferentes espécies (roedores, suínos, caninos, bovinos) para os seres humanos. Esse micro-organismo pode sobreviver indefinidamente nos rins dos animais infectados sem provocar nenhum sintoma e, no meio ambiente, por até seis meses depois de ter sido excretado pela urina.


O contágio se dá pelo contato direto com a urina dos animais infectados ou pela exposição à água contaminada pela Leptospira, que penetra no organismo através das mucosas e da pele íntegra ou com pequenos ferimentos, e dissemina-se na corrente sanguínea.


Diagnóstico


Na fase inicial, a leptospirose pode ser confundida com outras doenças (dengue, gripe, malária, hepatite), porque os sintomas são parecidos. Fonte: Dr. Drauzio Varella


Da redação: Gilson de Oliveira, Mais Notícias
Você pode contribuir com o portal enviando informações para:
E-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9660.2561 (Disponível apenas para mensagens de textos e fotos)


* Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva