Ótica Perfil

Justiça declara greve dos professores do Estado ilegal

| 22.03.2009 às 06:55h
A partir de segunda-feira, dia 23, os professores da rede estadual deverão voltar à sala de aula. 
A decisão foi tomada na sexta-feira, dia 20, pelo desembargador Edson Ulisses de Melo, que apreciou o pedido feito pelo governo de ilegalidade da greve, iniciada no último dia 9. O descumprimento da decisão acarretará em multa diária no valor de R$ 5 mil ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Sergipe (Sintese).
De acordo com a decisão do desembargador,  a permanência da paralisação traz consequências para toda a sociedade.

Até o final da tarde deste sábado, dia 21, a direção do Sintese ainda não tinha sido notificada da decisão do desembargador Edson Ulisses de Melo.
No calendário de mobilização do Sintese, está prevista para segunda-feira, dia 23, pela manhã a lavagem da sede da Secretaria de Estado da Educação (Seed).
Devido as informações recebidas sobre a ilegalidade da greve, a categoria antecipou para às 15 horas de segunda-feira, dia 23, no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, localizado à rua Itabaiana, em Aracaju, a assembleia que seria realizada na terça-feira, dia 24.
Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva