Sexta, 09 de dezembro de 2016
Itabaiana-SE, Mín: 24ºC | Máx: 29ºC

Denúncia: Suspeito de crime de homicídio no Agreste de Sergipe é preso pela Polícia Civil na capital sergipana

TRÁFICO DE DROGAS | 24.02.2015 às 19:22h

Agentes lotados no Departamento de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil de Sergipe prenderam no final da tarde de segunda-feira, dia 23, centro da cidade de Aracaju (SE), dois indivíduos suspeitos de envolvimento com o tráfico de entorpecentes.

 

 Homicídio Campo do Brito Sergipe


A dupla identificada como Cristiano dos Santos Silva, conhecido por "Cris", 26 anos, e Carlos Henrique Conceição Rocha, conhecido como "Coringa' 21 anos, foi encontrada em um quarto de vila localizado na região mais antiga da Rua São Cristóvão, após denúncia passada pelo número 181. No local, os policiais apreenderam 20 (Vinte) trouxas de maconha, uma balança digital e aparelhos de telefones celulares.


Cristiano possui passagem pela polícia por crime de roubo. Ele ainda é suspeito de ter matado a golpes de faca o primo Marcone Calazans de Jesus, 25 anos. O assassinato aconteceu no dia 31 de janeiro deste ano no bairro Bom Jardim, periferia da cidade de Campo do Brito, no Agreste Sergipano. A vítima ainda chegou a ser socorrida e encaminhada para o Hospital Regional de Itabaiana Dr. Pedro Garcia Moreno Filho, porém não resistiu aos ferimentos. Em depoimento, o suspeito confessou o homicídio e ainda revelou que só matou o primo porque se sentiu ameaçado.


Já Carlos Henrique tem passagem pelo Centro de Atendimento ao Menor (Cenam), quando era adolescente, onde cumpriu medidas socioeducativas. Com relação ao apelido é devido às tatuagens existentes em seu corpo do personagem Coringa, que na linguagem do crime significa ser um homem com histórico de mortes de agentes de segurança pública.


A dupla foi encaminhada para a carceragem do Denarc, em Aracaju, onde se encontra à disposição da Justiça.


DA REDAÇÃO: Gilson de Oliveira, Mais Notícias

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2016 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva