Ótica Perfil

Ex-prefeito Sukita volta a ser preso pela Polícia Federal

MANDADO DE PRISÃO | 09.08.2014 às 13:40h

O ex-prefeito de Capela (SE), Manoel Messias Sukita Santos foi detido na manhã deste sábado, dia 09, em seu apartamento no Bairro 13 de Julho, em Aracaju (SE). O político é suspeito de lavagem de dinheiro público.

 

Sukita


A PF cumpriu o mandado de prisão após sentença do Tribunal Regional Federal da 5.ª Região (TRF) que aceitou o recurso do Ministério Público Federal (MPF). Além do ex-prefeito a polícia também deteve o ex-secretário de finanças José Edivaldo dos Santos. Os dois foram encaminhados para a superintendência da PF em Aracaju, e logo em seguida para a 3.ª Delegacia Metropolitana.


Após ser liberado, o PSB havia homologado a candidatura a deputado estadual de Manoel Sukita, tendo inclusive o cadastro efetivado no sistema do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE).


Histórico


O ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita foi preso em 03 de junho, junto com José Edivaldo dos Santos, ex-secretário de Finanças do município, Sylvanny Yanina Mamlak Sukita, esposa de Sukita, e Clara Miranir Santos, irmã do ex-prefeito. As prisões foram feitas durante operação conjunta do Ministério Público Federal, Polícia Federal, Ministério Público do Estado de Sergipe, Polícia Civil do Estado de Sergipe, Controladoria Geral da União e Receita Federal.


Sukita e José Edivaldo são acusados de desviar recursos da Prefeitura de Capela através de tranferências de verbas entre contas da prefeitura e também para contas fantasmas. Em seguida, o dinheiro era sacado na boca do caixa, através de cheques endossados pelos próprios Sukita e José Edivaldo. Por fim, Sylvanny Yanina e Clara Miranir colaboravam com o esquema recebendo os valores em suas contas e registrando bens em seus nomes.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva