Ótica Perfil

Família é resgatada 35 horas depois do desabamento de prédio em Aracaju

MILAGRE | 20.07.2014 às 12:40h

Após 35 horas de buscas, equipes do Corpo de Bombeiros resgatou a família que se encontrava sob os escombros do prédio que desabou na madrugada de sábado, dia 19, no Bairro Coroa do Meio, na capital sergipana.

 

Prédio 

(Foto: Caçadores de Notícias/WhatsApp)


Com a ajuda de cães farejadores, o casal e seus dois filhos menores de idade foram localizados por voltas das 14 horas, quando ocorreu o primeiro contato verbal com uma das vítimas, no entanto, as equipes só conseguiram retirar as vítimas por volta das 12h30 deste domingo, dia 20, e a primeira a ser retirada do local foi a menina de 08 anos, seguido do pai das crianças, do bebê com aproximadamente onze meses, e por último a mulher, mãe das crianças e esposa do pedreiro.

 

Desabamento 

(Foto: Reprodução/Globo News)


Depois de receberem os primeiros socorros pelas equipes de paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) todos foram conduzidos para o Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE).


O resgate também recebeu o reforço de Bombeiros das Forças Armadas que utilizaram um sonar, espécie de radar que capta ruídos muito baixos, trazido de Brasília (DF).


O casal e as duas crianças dormiam no prédio com autorização do vigilante da obra. O homem é servente de pedreiro da obra e a mulher foi passar o final de semana no local a pedido do marido.

 

Prédio 

(Foto: Caçadores de Notícias/WhatsApp)


O prédio residencial de quatro andares, localizado na Rua Poeta José Sales Campos, nas proximidades da Orla da Atalaia, na Zona Sul de Aracaju, possuía 12 apartamentos e estava em fase de finalização para serem alugados. De acordo com a assessoria de comunicação da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emurb), da Prefeitura de Aracaju, a documentação para a construção do prédio foi licenciada em 2012 e tudo estava sendo executado conforme as exigências dos órgãos fiscalizadores.


A causa do desabamento será investigada pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil e o laudo ficará pronto no prazo de 30 dias.


AVISO:
BASEADO NA LEI DOS "DIREITOS AUTORAIS" É EXPRESSAMENTE PROÍBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTE E OUTROS ARTIGOS SEM OS DEVIDOS CRÉDITOS DO SEU AUTOR.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva