Ótica Perfil

Confusão acaba em duplo assassinato no interior do Estado

VIOLÊNCIA | 20.06.2014 às 08:52h

Na noite de quinta-feira, dia 19, duas pessoas foram mortas a tiros no povoado Caatinga, município de Aquidabã (SE) e de acordo com informações preliminares, o crime foi motivado por desentendimento envolvendo as vítimas e integrantes de um grupo de ciganos por causa de um som automotivo utilizado pelos suspeitos pela autoria das mortes.

  

Aquidabã Aquidabã

(Fotos: Caçadores de Notícias/WhatsApp)

 

Os mortos foram identificados como Edvaldo Lourenço Souza, 38 anos, e Francisco Tavares Santos, 32 anos. A dupla foi assassinada a tiros dentro de um automóvel. Os disparos também atingiram Cláudio Dias Melo, que foi socorrido e encaminhado para uma unidade hospitalar.

 

As vítmas se encontravam em um bar no centro da cidade e ouviam som, quando os ciganos chegaram em um veículo e também ligaram o som automotivo em alto volume, dando início a discussão. Os dois rapazes, então resolveram deixar o local por volta das 20 horas e acabaram sendo seguidos e foram mortos dentro do próprio carro.

 

Francisco Tavares era professor e lecionava história nos municípios de Aquidabã e Gararu. Já Edivaldo Lourenço era de Aracaju e estava participando de uma festa na cidade.

 

Após a execução o grupo fugiu do município em quatro veículos, depois de abastecerem em um posto de combustíveis da cidade. A polícia local foi acionada, mas os suspeitos não mais foram localizados.

 

IML

 

No plantão das últimas 24 horas o IML ainda recebeu um corpo sem identificação do sexo masculino, vítima de homicídio por arma de fogo. O crime ocorreu na tarde de quinta-feira, dia 19, no conjunto Bugio, em Aracaju (SE).


AVISO:
BASEADO NA LEI DOS "DIREITOS AUTORAIS" É EXPRESSAMENTE PROÍBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTE E OUTROS ARTIGOS SEM OS DEVIDOS CRÉDITOS DO SEU AUTOR.

 

 

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva