Ótica Perfil

Bebê gerado na cavidade abdominal recebe alta

EM CASA | 10.06.2014 às 20:46h

Itabaiana

 

Nesta terça-feira (10), a bebê que foi gerada fora do útero da mãe, dentro da cavidade abdominal, recebeu alta. A recém-nascida passou 18 dias na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL). Após ficar internada na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIn), a menina foi transferida para a Unidade Intermediária.

 

O superintendente da MNSL, Luís Eduardo Correia, entregou um kit básico de maternidade. Manta, roupinhas, fraldas, luvinhas e sapatinhos foram doados. A partir de agora, serão necessários apenas alguns cuidados ambulatoriais adotados em bebês.


"Cuide da sua alimentação e da sua saúde, estimule bastante a produção do leite e curta sua filha que um presente que Deus te deu", enfatizou o superintendente. Esse tipo de gravidez, chamada de ectópica abdominal, é considerado de altíssimo risco.


Dayane da Cunha Oliveira, mãe da recém-nascida, encontrou na unidade o apoio que precisava. "É emocionante finalmente levar minha Maria Rita para casa, depois de tanta espera e sofrimento. Só tenho que agradecer a toda equipe. Todos me ajudaram muito", concluiu. Após o parto, a mãe passou alguns dias internada no Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE).


Histórico


A menina nasceu no dia 23 de maio com 32 semanas, pesando 2,2 quilos. Ela foi gerada na cavidade abdominal, perto do intestino. O útero encontrou um jeito de nutrir o feto, expandindo-se mais do que o normal em busca de vasos sanguíneos.


Dayane tem 24 anos, é do município de Itabaiana, e não foi informada que sua gestação era de risco durante o pré-natal. A barriga cresceu inclinada e ela sentia muita dor. Foi então que resolvemos trazê-la para a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes com encaminhamento do médico. Finalmente, foi feita a cesariana e Maria Rita nasceu saudável. "Quero agradecer, primeiramente, a Deus e depois a todos os profissionais desta unidade", relatou a avó da criança, Maria do Carmo da Cunha Oliveira.


Fonte: MNSL

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva