Ótica Perfil

Ex-prefeito do município sergipano de Capela é detido em operação das polícias Federal e Civil

IRREGULARIDADES | 03.06.2014 às 08:06h

Agentes da Polícia Federal, com apoio da Polícia Civil de Sergipe, cumpriram por volta das 6 horas da manhã desta terça-feira, dia 03, mandados de buscas e apreensões em duas empresas do Manoel Messias Sukita Santos, em Aracaju (SE), e nas residências do ex-prefeito na capital sergipana e na cidade de Capela (SE).

 

Capela


Durante a operação, batizada de "POP", foram cumpridos 4 mandados de prisões e 8 de buscas e apreensões quando os policiais apreenderam diversos documentos e computadores, além das detenções do próprio Sukita, da ex-primeira dama Silvanir, do ex-secretário de administração do município de Capela, José Edivaldo dos Santos, e da empresária Clara Miranir Santos, irmã de Sukita.


Há suspeita que o ex-chefe do executivo municipal de Capela tenha desviado dinheiro público durante sua gestão, tendo inclusive realizado saques em dinheiro na boca do caixa.


Os presos foram encaminhados para a sede da Polícia Federal na capital sergipana, onde à tarde acontecerá uma coletiva à imprensa.


Logo após a realização da operação a PF, SSP e Ministério Público emitiram uma nota.


Leia


Na manhã de hoje, 03.06.2014, foi deflagrada a Operação Policial POP, em ação conjunta das Polícias Federal e Civil, com participação dos Ministérios Públicos Federal e Estadual de Sergipe, além da Controladoria Geral da União (CGU).


As ações consistem na realização de quatro prisões e oito buscas em endereços associados aos investigados. Foram expedidos mandados de prisão em desfavor do ex-prefeito municipal de Capela/SE, Manoel Messias Sukita Santos; da ex-primeira dama e Secretária Municipal de Capela, Silvany Yanina Mamlak, do ex-Secretário Municipal de Capela, José Edivaldo dos Santos, e da empresária, Clara Miranir Santos.


Mediante autorização das Justiças Federal e Estadual prevê-se a realização de buscas em quatro endereços situados no município de Capela e quatro endereços no município de Aracaju, onde espera-se que sejam apreendidos documentos e materiais que servirão à instrução de inquéritos em trâmite nos órgãos policias citados.


Na Polícia Federal, investigam-se os crimes de lavagem de dinheiro, Lei nº 9.613/89, e de responsabilidade por parte do ex-Prefeito, Decreto Lei nº 201/67.

 

Na Polícia Civil do Estado de Sergipe tramitam três inquéritos policiais para investigar crimes de responsabilidade supostamente praticados por Manoel Messias Sukita Santos durante sua gestão em Capela/SE, condutas descritas no Decreto Lei nº 201/67.


Existem procedimentos nos Ministérios Públicos Federais e Estaduais para apurar atos de improbidade administrativa por parte de Manoel Sukita, ao longo de seus mandatos de prefeito.


Segundo levantamentos realizados pela CGU, constam diversos indícios de irregularidades na aplicação e prestação de contas de recursos federais, por parte do ex-gestor, em convênios firmados junto a vários Ministérios.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva