Ótica Perfil

27 pessoas envolvidas com o tráfico de drogas são presas em seis cidades do interior

OPERAÇÃO COLÔNIA | 19.05.2014 às 16:10h

Fonte: Ascom - SSP/SE

Colônia

 


Uma investigação de um ano do Setor de Entorpecentes da Delegacia Regional de Lagarto culminou com a desarticulação de 27 traficantes de drogas que agiam nos municípios de Lagarto, Boquim, Itabaiana, Campo do Brito, Estância e Simão Dias. A força-tarefa que envolveu mais de 100 policiais foi batizada de Operação Colônia devido as investigações terem se iniciado neste distrito, município de Lagarto.


Na época, segundo o delegado Eurico César, a Polícia Civil investigava furtos e roubos de motocicletas, casas e venda de drogas realizadas por Cristiano dos Santos Silva, conhecido como 'Juninho', que na oportunidade era menor de idade. O delegado relata que os agentes descobriram no início dos trabalhos que Juninho tinha um chefe residente na cidade de Campo do Brito.


Na hierarquia da quadrilha, o topo da pirâmide era ocupado por José Santos, vulgo 'Siqueira' ou 'Pai'. "Descobrimos que Siqueira comprava drogas em São Paulo e este entorpecente entrava no Estado por meio de caminhões vindos do Sudeste para Itabaiana. Da cidade serrana, Siqueira fazia a distribuição para seus comparsas, inclusive, filhos, namoradas, amantes e outras pessoas da organização", explicou o delegado.


Descoberto os nomes e o papel de cada um na quadrilha, a Polícia Civil solicitou ao Poder Judiciário do Estado mandados de prisão para desbaratar a ação criminosa. Foram autorizados 35 mandados de busca e apreensão e 23 ordens judiciais de prisão. "Na última sexta-feira, iniciamos a operação por volta das 5h30 da madrugada pela Colônia 13, onde foi preso nove pessoas, três em Simão Dias, um em Boquim, um Estância, oito em Itabaiana e cinco em Campo do Brito", destacou.


O delegado informa, ainda, que integrantes dessa quadrilha realizaram um assalto a casa de um policial civil, morto de causas naturais em outubro do ano passado. "Eles aproveitaram que a família saiu do local por alguns dias e levaram a arma, munições e até a identidade funcional do agente".

 

Colônia

 


Além do Juninho e do Siqueira (Pai), também foram presas as irmãs Maely e Maira Costa Assunção, Alessandro Alves Santos, Jenilda Carvalho Calixto, a 'Nininha', Adelina Pereira dos Reis, Camila Kelly de Jesus Alves, Claudia Sandra Alves Cordeiro, Vera Lúcia dos Santos, Idalina Pereira dos Reis, a 'Deli', Hugo Reis dos Anjos, Jenivaldo Paixão Batista, o 'Val Cabelereiro', Claúdio de Jesus Vieira, vulgo 'Cadinho do Acarajé', Kerse Johnes Calixto Santos, Herdinal Dantas Farias, o 'Nal', Flávio Reis dos Santos, Michel Evangelista Pinto.

 

Colônia

 


A relação também consta os nomes de Herbert do Sacramento Santos, 'Kiko' ou 'Juca', José Vieira Dantas Neto, o 'Nitinho', Antônio Leonardo Calixto Santos, Gilbero Fonseca de Jesus, Marcelo da Cruz, Antônio Marcos Nunes dos Santos, o 'Marquinhos', Diogenes de Nascimento Santos, Edson dos Santos Nunes e José Givaldo da Silva, preso pelo crime de posse ilegal de arma de fogo, mas já foi solto mediante o pagamento de fiança.


Com os integrantes do bando, a polícia apreendeu quatro armas de fogo, munições de vários calibres, sendo parte das cápsulas furtadas da casa do policial civil em meados de outubro do ano passado. Também foram apreendidos balança de precisão, maconha, crack, cápsulas de cocaína, material de corte e um reagente (hipoclorito de sódio) para testar a pureza das drogas.


"No decorrer das investigações foi descoberto contas bancárias utilizadas pelos traficantes para fomentar o tráfico, sendo inclusive constatado a troca de cestas básicas por pedras de crack por parte dos viciados", constatou Eurico.


A maioria dos acusados foi indiciada pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, mas há também indiciamentos por corrupção de menores, estupro de vulnerável e posse ilegal de arma de fogo. Todos os presos serão encaminhados ao sistema prisional do Estado.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva