Ótica Perfil

Tribunal do Júri absolve jovem suspeito de crime de homicídio contra radialista

INOCENTADO | 29.04.2014 às 16:44h

 Júri

 

Por maioria dos votos o tribunal do júri absolveu o jovem José Jean do Carmo Mota, 22 anos, do crime de homicídio que era suspeito contra o radialista Edmilson de Jesus.


O júri formado por quatro mulheres e três foi presidido pelo juiz titular da 2.ª Vara Criminal da Comarca de Itabaiana (SE), Marcelo Cerveira Gurgel.


O julgamento acontece nesta terça-feira, dia 29, no auditório do fórum Maurício Graccho Cardoso e o Ministério Público, através do promotor titular da 2.ª da Promotoria Criminal José Ademilton de Oliveira Santos, atuou na acusação, enquanto o advogado Olivier Ferreira das Chagas fez a defesa do réu.


José Jean também era suspeito de crime de furto, porém foi desqualificado do artigo e acabou sendo condenado a um ano e seis por receptação do aparelho de telefone celular da vítima. Como ele já estava preso há um ano e seis meses em regime fechado, não ficará mais preso.


Após o término do julgamento, o juiz expediu o Alvará de Soltura do réu que estava custodiado no Complexo Penitenciário Advogado Antônio Jacinto Filho, no Bairro Santa Maria, na Zona Sul de Aracaju (SE).


Durante os depoimentos, José Jean afirmou ter adquirido o aparelho das mãos de dois meninos pela quantia de R$ 50,00. Ele não revelou os nomes das pessoas a quem adquiriu o telefone.


O julgamento se iniciou as 10h10 da manhã e o término ocorreu as 16h40 quando o juízo leu o resultado da sentença.


Além do réu, ainda foram ouvidas a delegada Viviane Jardim e mais cinco testemunhas, sendo uma de acusação e quatro arroladas pela defesa.


AVISO:
BASEADO NA LEI DOS "DIREITOS AUTORAIS" É EXPRESSAMENTE PROÍBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTE E OUTROS ARTIGOS SEM OS DEVIDOS CRÉDITOS DO SEU AUTOR.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva