Ótica Perfil

Ex-detento é morto ao deixar presídio no interior do Estado

EXECUÇÃO | 01.04.2014 às 07:59h

 

morto

 

 

Envolvido em crimes de homicídios nos municípios sergipanos de Lagarto e Poço Verde, além tráfico de drogas, o ex-presidiário Hosano Fraga da Silva, 35 anos, foi alvejado a tiros no momento em que deixava o Presídio Regional Juiz Manoel Barbosa de Souza, em Tobias Barreto (SE), após ser beneficiado com o alvará de soltura.
Ele ainda foi levado para o hospital da cidade, mas já chegou sem vida a unidade hospitalar.

 

O reeducando morreu após resistir a prisão e efetuar disparos de arma de fogo contra uma viatura de investigação do Grupo Especial de Repressão e Busca da Polícia Civil (Gerb) no início da noite de segunda-feira, dia 31.


Após receber a informação que o ex-presidiário iria se encontrar com um comparsa ao sair do presídio para receber arma de fogo a polícia saiu em diligência e durante as buscas a guarnição tentou fazer a abordagem os dois se evadiram do local. O comparsa conseguiu fugir abandonando um revólver calibre 38, enquanto Hosano Fraga ficou encurralado em um mata e após troca de tiros acabou sendo atingido.


De acordo com informações da polícia, o ex-presidiário estava portando uma pistola calibre 380.


Hosano Fraga da Silva era natural de Lagarto (SE) e foi condenado a mais de 30 anos de prisão por participar em 2007 das mortes de quatro pessoas de uma mesma família, dentre elas uma criança de 1 ano, na cidade Lagartense e de outra chacina em Poço Verde. Ele cumpriu apenas seis anos da condenação.


 

morto morto

(Fotos: Arquivo/Gilson de Oliveira)

 


O condenado era irmão de Joelson Fraga Silva e Joel Fraga Silva, também mortos em confronto policial em novembro de 2012, na cidade de Areia Branca, Agreste Sergipano. Os irmãos eram moradores do bairro Ademar de Carvalho, periferia de Lagarto.

 

Obs.: A materia sofreu alteração para correção de informações.


AVISO:
BASEADO NA LEI DOS "DIREITOS AUTORAIS" É EXPRESSAMENTE PROÍBIDA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTE E OUTROS ARTIGOS SEM OS DEVIDOS CRÉDITOS DO SEU AUTOR.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva