Ótica Perfil

Polícias Civil e Militar prendem maníaco que fez várias vítimas no interior

POLICIA | 10.02.2014 às 10:47h

As Polícias Civil e Militar do município de Japoatã prenderam na última sexta-feira, 7, Gustavo Santos Bruni, 23 anos, acusado de oito estupros consumados nos municípios de Japoatã, Malhada dos Bois, Capela, Japaratuba, Carmópolis e Neópolis.

 

 

A investigação apontou que Gustavo utilizava um veículo Gol, cor branco, sem placa, para abordar mulheres, ora passando-se por taxista, policial, religioso ou até mesmo por bandido. Segundo o delegado de Japoatã, João Eduardo Dantas, ele ameaçava as mulheres com o uso de arma de fogo de brinquedo e depois as levava para a zona rural do município de Japoatã, onde consumava os estupros.

 

"As primeiras denúncias da ação desse criminoso na região começaram a chegar a partir de novembro do ano passado, mas o primeiro registro oficial só ocorreu no dia 24 de dezembro de 2013. A partir desse fato, iniciamos as investigações e tivemos uma colaboração fundamental dos policiais militares da Companhia de Neópolis", explicou o delegado.

 

Na última sexta-feira, 7, duas mulheres foram a delegacia de Japoatã e denunciaram o criminoso que estaria em um veículo branco. Após checar a placa, os policiais constataram que o carro é financiado em nome de uma mulher que mora na cidade de Pacatuba. "A mulher em questão é a companheira de Gustavo Santos há pelo menos dois anos", informou o coordenador das Delegacias do Interior, delegado Cristiano Barreto.

 

De posse de todas as informações, a polícia descobriu que Gustavo já tinha sido preso pelo crime de receptação e que tinha um mandado de prisão em aberto pelo crime de roubo no município de Aquidabã. No entanto, foi a partir das duas vítimas que procuraram à delegacia na última sexta-feira que foi um montada uma força-tarefa com várias unidades da Polícia Militar e da Polícia Civil.

 

A equipe comandada pelo sargento da 2ª Companhia do 2º Batalhão, Adriano Ferreira Silva, foi a primeira a atender a ocorrência. Gustavo tinha abusado de duas senhoras, com idades entre 41 e 67 anos, preso posteriormente em um matagal após cerco policial na cidade de Pacatuba. "O prendemos em Pacatuba quando ele chegava à cidade. Ele não foi encontrado com nenhuma arma de fogo e nem reagiu à prisão", informou o sargento.

 

Segundo o delegado, ele é ainda suspeito de mais dois estupros e um sequestro ocorrido no município de Malhada dos Bois. A polícia ainda realiza diligências no sentido de identificar mais vítimas e pertences roubados, além de supostos outros envolvidos. Nesta segunda-feira, 10, duas mulheres da cidade de Penedo (AL) procuraram à delegacia de Japoatã e informaram que também foram vítimas do maníaco.

 

Histórico - "Além de subtrair objetos, abusava sexualmente das vítimas, chegando inclusive a obrigar que dois irmãos mantivessem relações, além de deixar uma adolescente de 12 anos trancada no carro e obrigar a mãe a praticar o ato ameaçando tocar fogo na menina", destacou o delegado.

 

Ainda segundo a autoridade policial, existem três inquéritos instaurados na delegacia de Japoatã, sendo que no primeiro, ele se passou por taxista e abusou sexualmente de duas jovens entre 17 e 19 anos, pegando-as no município de Neópolis.

 

No segundo caso, ele abusou sexualmente de uma senhora de 43 anos, a qual estava com uma filha de 12 e no terceiro abusou de uma garota de 18 anos pegando-a, também, em Neópolis.

 

Perfil - Para o delegado João Eduardo, Gustavo tem o perfil de um estuprador compulsivo serial. "Durante cinco horas de depoimento, Gustavo se mostrou arrependido e citava muitos versículos bíblicos, o mesmo que fazia com as suas vítimas. Tenho certeza que ele cometeria novos estupros se não fosse preso. Ele confessou que sabia que estava fazendo algo errado, mas não conseguia se controlar", finalizou o delegado.

 

Fonte: SSP/SE.

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva