Ótica Perfil

Ex-delegado de Polícia Civil de Itabaiana e informante são condenados em júri popular

Chacina | 19.11.2013 às 13:30h

Por Cássia Santana do Portal Infonet


O ex-delegado de polícia civil Antonio Ferreira de Matos Filho, o Toinho Toyota, foi condenado a 57 anos de prisão enquanto Wilton Nogueira, conhecido como Boy, foi apenado com 44 anos de reclusão. Este foi o resultado do júri popular realizado na segunda-feira, 18, e finalizado na madrugada desta terça-feira, 19, no Fórum de Laranjeiras.

 

chacina

(Foto: Arquivo)

 


Os dois foram condenados por homicídio, sequestro e cárcere privado tendo como vítimas os adolescentes Carlos Magno Menezes Fernandes, 16, João Cléverton Matias dos Santos, 16, e José Valdemir dos Anjos Júnior [o Juninho], 13.


Os crimes ocorreram no mês de maio de 2001 no município de Itabaiana e os corpos das vítimas foram encontrados na área rural no município de Fátima, no Estado da Bahia. As penas contra os dois réus foram anunciadas pelo juiz José Amintas Júnior, da Comarca de Laranjeiras, e publicada no início da manhã desta terça-feira, 19, no site do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe.


No momento em que prestou depoimento durante o julgamento na segunda-feira, 18, o ex-delegado Toinho Toyota apresentou nova versão, informando que teria agido em legítima defesa e que Boy teria atirado contra os adolescentes para defendê-lo de uma tentativa de assassinato que teria sido praticada por um dos adolescentes dentro da Delegacia de Polícia.

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva