Quarta, 07 de dezembro de 2016
Itabaiana-SE, Mín: 23ºC | Máx: 30ºC

Suspeito de crimes de homicídio morre ao reagir a prisão

MUNDO DA CRIMINALIDADE | 17.07.2013 às 16:40h

morto

(Foto: Gilson de Oliveira)

 

Investigado pela polícia sob suspeita de autoria de vários crimes de homicídios praticados nos últimos meses no município de Itabaiana, no Agreste Sergipano, Luciano de Jesus, conhecido como Lulinha, 23 anos, morreu na tarde desta quarta-feira, dia 17, após reagir a prisão.

 
Polícias da Delegacia Regional de Itabaiana receberam a informação de que o mesmo havia retornado à cidade serrana e se encontrava na casa de sua genitora à Rua Francisco Olivieira, próximo a Vila de Zé de Melinha. Ao chegar ao local onde o suspeito estava, os agentes foram recebidos a tiros, porém nenhum policial foi alvejado. Já o indivíduo foi atingido no tórax e na cabeça, próximo ao ouvido. Ele ainda foi socorrido e levado ao Hospital Regional Dr. Pedro Garcia Moreno Filho, mas deu entrada já sem vida.

 

morto

 
Durante revista à residência os policiais encontraram uma lista contendo os nomes de 20 pessoas marcadas para morrer, inclusive um policial civil, lotado na Delegacia Regional de Itabaiana.


Luciano de Jesus era natural de Itabaiana, no entanto, ele constantemente ficava fora da cidade e só retornava ao município para cometer os assassinatos, segundo levantamento feito pela policia.

 

Entre os homicídios atribuídos a Lulinha estão as mortes de Leomarques Menezes Fernandes, conhecido como “CU”, e Fabrício da Conceição Lima, conhecido como “BUBUGA”, assassinados duplamente no dia 1.º de abril de 2012 na Travessa Cardoso Cunha, próximo a Rua Gurmecindo de Oliveira; do adolescente Gilvan Oliveira Júnior, conhecido como “Ceará”, 17 anos, praticada no dia 13 de setembro de 2012 na Rua Percílio Andrade; do jovem Mateus Lima da Silva, conhecido como "Teu", de 18 anos, no dia 11 de abril de 2013 na Travessa Antônio Cardoso de Andrade; de Rodrigo de Oliveira Santos, 18 anos, também morto a tiros na Rua General Siqueira, próximo a esquina da Rua Marechal Deodoro da Fonseca, centro de Itabaiana, no dia 17 de maio deste ano; de Tony Melo dos Santos, 24 anos, acontecida no dia 15 de junho de 2013 na Rua Suíssa, no conjunto Gilton Garcia; do ex-presidiário Weslei de Oliveira Cardoso, conhecido como Greteiro, 30 anos, ocorrida no dia 18 de junho, no cruzamento das Ruas Francisco Oliveira e Euclides Paes Mendonça, e por último o assassinato de Luan da Silva Santos, 21 anos, registrado no domingo, dia 14 de julho, na Rua Professor Lima Júnior, centro de Itabaiana.

 

Os crimes eram praticados por encomenda ao valor a partir de R$ 300,00 (Trezentos Reais) ou por vingança contra pessoas inimigas. Lulinha tinha passagem pelo sistema prisional do Estado.
 

AVISO:
Baseado na lei dos "Direitos Autorais", é expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste e outros artigos sem os devidos créditos do seu autor.

 

 

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2016 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva