Ótica Perfil

Suspeitos de matar pedreiro em Itabaiana são presos pela Polícia Civil

ENCONTRADOS | 05.07.2013 às 17:02h

homicidio

(Foto: Reinado Gasproni)

 

Após levantamentos realizados por agentes civis da Divisão de Inteligência Policial (Dipol), os primos Ademilson Menezes Santos, 35 anos, e Alex Santana de Menezes, 23 anos, foram presos por policiais da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci) e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Delegacia Regional de Itabaiana, suspeitos de envolvimento no crime de homicídio ocorrido no dia 25 de maio deste ano em frente a uma padaria, localizada no bairro Riacho Doce, periferia da cidade serrana, no Agreste Sergipano, e que teve como vítima o pedreiro Agnaldo Teles dos Santos, 34 anos.


A dupla foi presa no momento em que saia de casa no conjunto Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro (SE), com destino ao trabalho em uma motocicleta Honda, modelo CG, de cor Preta.


De acordo com informações obtidas pelos investigadores, os primos fugiram da cidade de Itabaiana logo depois do assassinato do pedreiro e passaram a morar no município de Nossa Senhora do Socorro.

 

homicidio

(Foto: Reinado Gasproni)

 

Na casa dos suspeitos os policiais encontraram dois revólveres, calibre 38, e mais 50 munições intactas, inclusive, segundo a polícia, uma das armas foi roubada do vigilante de um correspondente bancário do conjunto Orlando Dantas no dia 5 de fevereiro deste ano.


Ex-presidiário


Ademilson Menezes Santos já cumpriu pena de dois anos no Complexo Penitenciário Advogado Antônio Jacinto Filho (Compajaf), no bairro Santa Maria, na capital sergipana, por crime de tentativa de homicídio em Itabaiana e em depoimento ele confessou ainda, que adquiriu as armas de fogo com o objetivo de matar um desafeto e o motivo seria vingar o assassinato do irmão registrado no dia 12 de outubro de 2010.


AVISO:
Baseado na lei dos "Direitos Autorais", é expressamente proibida a reprodução total ou parcial deste e outros artigos sem os devidos créditos do seu autor.

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva