Ótica Perfil

Júri condena réu que assassinou a companheira em São Domingos

HOMICÍDIO QUALIFICADO | 28.06.2013 às 23:04h

O Tribunal do Júri da Comarca de Campo do Brito condenou Ilário Bento dos Santos a uma pena de 16 anos de reclusão, a ser cumprida inicialmente em regime fechado. O réu foi denunciado pelo Ministério Púbico por haver assassinado a própria companheira, Rosicleide Santos Reis, com quem tinha dois filhos. O crime aconteceu no povoado Mulungu, município de São Domingos.


O Promotor de Justiça em substituição Virgílio do Vale Viana atuou na acusação. Classificou-se a conduta como homicídio qualificado.


De acordo com a Denúncia, o réu, inconformado pela negativa de um diálogo, surpreendeu a vítima desferindo contra ela três golpes de faca. Rosicleide ocupava-se de afazeres domésticos e não teve nenhuma chance de se defender. Logo após o crime, Ilário fugiu, utilizando uma bicicleta. Encontrado dias depois na cidade de Lagarto, ele foi preso e mantido em custódia preventiva até o julgamento.


Na dosimetria da pena, avaliação de diversos elementos que determinam o tempo de cumprimento da sanção, o réu teve sua conduta social avaliada como "desfavorável, pois é dado ao uso de bebida alcoólica". Os motivos, segundo a sentença, foram "pautados por um sentimento de posse".


A peça acusatória também informa que a convivência dos dois era "sobremaneira instável e possuía um vasto histórico de ameaças e violência doméstica". Diante da necessidade em aplicar a reprimenda e do temor que o réu ainda causa sobre os próprios familiares, ele não terá o direito de recorrer em liberdade.


FONTE: Ascom do Ministério Público

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva