Ótica Perfil

Assaltantes morrem em confronto com a policia em Malhador

PERSEGUIO | 24.04.2013 às 14:42h

carequinha_comparsa_mortos_g_640

 

Dois individuos morrem por volta das 13h desta quarta-feira, dia 24, em perseguição com a policia apos assaltarem um correspondente bancario na cidade de Areia Branca, no agreste sergipano.

 


O confronto ocorreu no municipio de Malhador quando a dupla tentava escapar do cerco policial após ação criminosa. Um dos mortos é Antônio Carlos dos Santos, conhecido como "Carequinha", 23 anos.

 

carequinha_recapturado_g

 

Natural de Poço Redondo (SE), Carequinha morava em Itabaiana (SE) desde a infância e possuia uma vasta ficha criminal, inclusive havia deixado o Complexo Penitenciário Dr. Manoel Carvalho Neto (Copemcan), em São Cristóvão (SE), após ter a prisão revogada no último dia 05 de abril deste ano, onde cumpria pena por crimes de roubo e tráfico de drogas.

 

O outro morto é Ronaldo dos Santos Nascimento, conhecido como "Gordinho", 28 anos. Ela era natural de Cubatão (SP), mas residia no bairro Porto Dantas, em Aracaju, e estava foragido do Centro Estadual de Reitegração Social Areia Branca 2. O sentenciado cumpria pena no regime semi aberto desde julho de 2009 e fugiu no último dia 03 de abril de 2013.

 

A dupla assaltou o correspondente bancário em Areia Branca por volta das 11 horas da manhã e em seguida fugiu em uma motocicleta, passando por Itabaiana, quando na entrada da cidade de Malhador foi interceptada pelos policias da Delegacia Regional de Itabaiana. Os dois ainda eram suspeitos de assaltos em Macambira, Carmópolis e Ribeirópolis. A última ação dos criminosos foi na quinta-feira, dia 18, à Agência dos Correios da cidade de Ribeirópolis quando na tentativa de assalto mataram o vigilante Joseval Moraes Barros, 37 anos. Na fuga, eles levaram a arma do segurança.  

 

carequinha_comparsa_mortos_g2 carequinha_comparsa_mortos_g3_640

 

Em poder da dupla os policiais encontraram dois revolveres calibre 38, sendo com cinco munições intactas e uma deflagrada e outra com quatro projéteis intactos e um deflagrado, além de dois aparelhos de telefones celulares e a importância de R$ 800, fruto da ação delituosa ao Correspondente Bancário. Em uma bolsa preta também foi encontrado um capô. Após cometer o crime em Areia Branca, um dos assantantes trocou de camisa.

 

 

carequinha_comparsa_mortos_g4 carequinha_comparsa_mortos_g5

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva