Ótica Perfil

Professor, natural de Itabaiana, é encontrado morto a golpes de faca na capital sergipana

HOMICÍDIO OU LATROCÍNIO? | 09.04.2013 às 13:16h

professor_albertino_morto

(Foto: Reprodução/TV Atalaia)

 

A polícia judiciária do Estado de Sergipe investiga a morte do professor Albertino Pereira da Silva, 53 anos. O corpo foi encontrado por volta das 19 horas de segunda-feira, dia 08, na residência da vítima, localizada no loteamento Isabela Martins, bairro Santos Dumont, em Aracaju, com ferimentos a golpes de faca.O professor aniversariou no último final de semana e de acordo com as primeiras investigações da polícia, o crime pode ter ocorrido entre a noite do domingo, dia 7, e madrugada do dia seguinte.


Albertinho Pereira morava sozinho e lecionava no Instituto Dom Fernando Gomes, na capital sergipana. Ele era católico praticante, atuava como diácono, e seu corpo foi localizado por um sobrinho depois de ser acionado por vizinhos que estranharam sua ausência.


Após a localização do corpo a polícia iniciou as investigações e na mesma noite o jovem Rosiel da Silva, 19 anos, foi encontrado com um veículo Volkswagen, modelo Gol, pertencente à vítima. O suspeito era conhecido da vítima, tendo participado inclusive da comemoração do aniversário do professor.


O suspeito reside no mesmo bairro onde morava a vítima e após o crime, ele roubou alguns objetos pessoais do professor e em seguida os levou para a casa de um amigo na cidade de Malhador, agreste sergipano. Na residência foi apreendido um aparelho de TV, um de som e DVD, além de CDs pertencentes à vítima. Indagado pelos policiais, o dono da casa revelou que o amigo teria pedido para guardar os objetos, uma vez que estava se separando da esposa.


De acordo ainda com as investigações da polícia, o suspeito transportou o material roubado até à cidade de Malhador no carro da vítima e depois retornou para Aracaju.


AVISO:
Baseado na lei dos "Direitos Autorais" é expressamente proíbida a reprodução deste e outros artigos sem os devidos créditos do seu autor.

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva