Ótica Perfil

Acusado de coautoria do crime e ocultação de cadáver é absolvido em júri popular

CRIME DA CAIXA | 19.03.2013 às 20:08h

juri_forum_itab_g_640

 

Em julgamento marcado para iniciar às 9 horas da manhã desta terça-feira, dia 19, mas que só teve início as 12h20min, o conselho de sentença, formado por seis mulheres e apenas um homem, decidiu por absolver o réu André da Silva Lopes, conhecido como Gordinho, 24 anos. Ele se encontrava no Complexo Penitenciário Dr. Manoel de Carvalho Neo, em São Cristóvão (SE), e foi a júri popular acusado de coautoria da morte e ocultação do cadáver da adolescente Fernanda Andrade Santos.

 

Foram convocados para prestar testemunho o delegado de Polícia Civil Francisco Gerlândio, que à época do crime presidiu o inquérito; o senhor José Ronaldo, pai da adolescente assassinada, além de outras duas pessoas. A acusação ficou a cargo do promotor de justiça Adenilton de Oliveira Santos, enquanto os advogados Admilson Chagas Júnior e Alex Menezes Nunes defenderam o réu.

 

Presidido pelo juiz Marcelo Cerveira Gurgel da 2.ª Vara Criminal, o julgamento aconteceu no Fórum Maurício Graccho Cardoso, em Itabaiana, e o resultado da absolvição do acusado foi lido pelo magistrado as 18h45min.

 

Enquanto a família de André da Silva Lopes comemorou o resultado, os familiares da adolescente morta deixou o fórum revoltados com a decisão do júri.

 

caso_fernanda_p

 

A morte de Fernanda Andrade Santos ocorreu na manhã do dia 28 de maio de 2011, no entanto, o corpo foi encontrado dentro de uma caixa na Rua Gumersindo Oliveira, antiga Rua de Maraba, no bairro Bananeira.


A menor foi assassinada com 26 golpes de faca peixeira por T.A.S., atualmente com 16 anos, e foi motivado por ciúmes, uma vez que André da Silva Lopes  mantinha um relacionamento amoroso com as duas jovens.


A adolescente T.A.S. está internada na Fundação Renascer, em Aracaju, onde cumpre medida sócio-educativa de 3 anos e seis meses por ato infracional equivalente a homicídio e ocultação de cadáver.


AVISO:
Baseado na lei dos "Direitos Autorais", é expressamente proibida a reprodução deste e outros artigos sem os devidos créditos do seu autor.

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva