DENÚNCIA: Homem morre em pousada de Aracaju e tem pertences roubados do quarto

CASO DE POLÍCIA | 21.10.2012 às 22:51h
Leia a denúncia enviada para o Portal pelo filho do morto

O gaúcho Celso de Barros Bandeira que trabalhava na FAFEN morreu na terça-feira, dia 16/10, com causas naturais no quarto da Pousada Lírios do Vale na Avenida Mário Jorge Menezes Vieira, n.º 2592. Além da dor da família em sepultar um pai dedicado, todos os pertences de valor do falecido foram roubados do quarto após a sua morte.

Eu, Marcelo Alegre Bandeira, filho dele, pedi que o quarto fosse fechado até a minha chegada de Porto Alegre em Aracaju, entrei em choque quando fui informado de que tudo do meu pai tinha sido empacotado pelo namorado da proprietária da pousada sem minha autorização e colocado em um carro. E a surpresa não para aqui, pois com isso, sumiu o laptop que continha todas as fotos e documentos do meu pai. Também foi roubado a máquina fotográfica profissional e o celular pertencente ao morto, além de outros pertences de menos importância como: relógios, óculos esporte e até dinheiro. Mais chocante foi o descaso da proprietária e dos funcionários da pousada com o momento pelo que passei em Aracaju, pois riam da minha situação.

Diante dos fatos, estou certo que minha primeira visita a Aracaju foi o momento mais triste que já passei e para completar a minha dor, o delegado da Delegacia Especial de Turismo afirmou que será difícil resgatar os pertences do meu pai. Surreal a insanidade do ser humano que praticou isso. Além da perda, a memória do meu pai foi violada, pois todas as suas fotos estavam armazenadas no Laptop.

Por tal situação, estou disposto em pagar uma generosa recompensa para quem encontrar o laptop preto da marca Sony Vaio e a máquina fotográfica profissional Nikon.

A certidão de óbito esta registrada no 8.º Ofício de Notas e Registro Civil de Aracaju na Rua Lagarto, n.º 1332, e o Boletim de Ocorrência foi registrado por mim, Marcelo Alegre Bandeira, na Delegacia Especial de Turismo no dia 19/10 as 17h13.
Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva