SUSPEITA: Após tudo pronto para sepultamento família é obrigada a encaminhar corpo para autópsia

AUTPÓSIA | 13.09.2012 às 16:44h

Familiares e amigos velavam o corpo de Valmir dos Santos, 37 anos, quando foram surpreendidos com a acusação de três irmãos do falecido de um suposto envenenamento praticado pela esposa do morto.

O caso foi registrado na Delegacia Regional de Polícia Civil e diante da denúncia o delegado autorizou o encaminhamento do corpo para exame de autópsia no Instituto Médico Legal Dr. Augusto Leite, em Aracaju.

De acordo com informações passadas pela esposa, o homem enfrentava problemas cardíacos e de ulcera e estava em tratamento, quando na manhã de quarta-feira, dia 12, resolveu tomar os remédios com café quente e leite. Em seguida, ele começou a passar mal e vomitou durante todo o dia e só melhorou a noite.

A mulher revelou também que o marido deitou ao entardecer e acordou as 23h29, quando conversou a mesma e depois morreu.

O fato ocorreu no povoado Gandu II, município de Itabaiana (SE), e a causa da morte só será esclarecida após o resultado do exame cadavérico.

AVISO:
Baseado na lei dos "Direitos Autorais", é expressamente proíbida a reprodução deste e outros artigos sem os devidos créditos do seu autor.
Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva