ATRÁS DAS GRADES: Suspeito pela morte de irmão de ex-deputado federal também responderá por morte de idoso

FICHA CRIMINAL | 19.06.2012 às 06:07h


(Foto: Polícia Civil)

Preso no último dia dia 12 por agentes civis da Delegacia Regional de Itabaiana, em cumprimento a mandado de prisão expedido pela Vara Criminal do município serrano, sob suspeita do crime de latrocínio (Roubo seguido de morte) que vítimou Carlos Antônio da Cunha, conhecido como “Carlinhos”, 51 anos, irmão do ex-deputado federal Wilson Cunha, no dia 21 de março na estrada de acesso ao povoado Canário, município de Itabaiana, Wagner Lima Carvalho, conhecido como "Múmia ou Oião", 27 anos, também é o principal suspeito pela morte do aposentado José Antônio Romão dos Santos, conhecido como "Tonho Aleijado", 65 anos.

O idoso foi encaminhado ao Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), na capital sergipana, depois de ter sido encontrado por populares no dia 8 de março com sinais de espancamento na rodovia que dá acesso ao município de Campo do Brito e em consequência das graves lesões no dia 16 do mesmo mês ele faleceu.

A vítima era natural do município de Frei Paulo (SE), onde também residia, e mensalmente se deslocava para Itabaiana para sacar o dinheiro da aposentadoria na agência da Caixa Econômica.

Segundo informações levantadas pela polícia a época do ocorrido, o idoso pegava o transporte alternativo em Frei Paulo e ao chegar em Itabaiana ele pagava a um mototaxista para levá-lo à agência bancária e o mesmo ficava a sua espera para transportá-lo de volta ao seu local de embarque, no entanto, na quinta-feira, dia 08, o mototaxista ao invés de deixá-lo no terminal de passageiros para que ele pudesse retornar à Frei Paulo, o levou para outro local e com a ajuda de um comparsa, espancaram a vítima, abandonando-a em seguida abandonado em via pública.

A prisão de “Múmia ou Oião” aconteceu em uma oficina na cidade de Areia de Branca, entretanto, ele estava escondido em Nossa Senhora do Socorro desde a época do latrocínio ocorrido em Itabaiana e já se preparava para fugir com destino a Santos, no interior de São Paulo.

Além do latrocínio praticado contra Carlos Antônio da Cunha, também com a participação de um comparsa que se encontra foragido, Wagner Lima Carvalho ainda responderá por tráfico de entorpecentes e por homicídio.

AVISO:
Baseado na lei dos "Direitos Autorais", é expressamente proíbida a reprodução deste e outros artigos sem os devidos créditos do seu autor.
Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva