Ótica Perfil

ITABAIANA: Polícia Civil prende acusados de participação no tiroteio em posto de saúde

INVESTIGAÇÃO | 03.04.2012 às 11:47h


(Foto: Polícia Civil)

Em cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pela Vara Criminal de Itabaiana (SE), agentes civis da Delegacia Regional efetuaram na madrugada desta terça-feira, dia 03, as prisões de Givaldo Santos Souza, conhecido como “Baixo”, 37 anos, Michel Agnaldo Santos Moreira, 20 anos, e Wendel Santos de Almeida, 19 anos, ambos residentes no conjunto Gilton Garcia, também conhecido popularmente como Mutirão.

Os três foram indiciados e denunciados em inquérito policial pelo crime praticado no Posto de Saúde do Mutirão e responderão a processos na justiça por homicídio qualificado na forma tentada.

O crime ocorreu na manhã do dia 03 de março quando um grupo armado invadiu o local e tentou matar João Batista Leite de Andrade, 32 anos. Mesmo ferido, João Batista reagiu e acertou o adolescente J. S., conhecido por Joãozinho de 17 anos. A vítima portava uma pistola 380 e o menor estava de posse de uma pistola 765.

Na ação criminosa a senhora Josefina Cordelina dos Santos, 68 anos, que aguardava para se atendida, e a agente de saúde, Vânia Souza Santos, também foram alvejadas por balas perdidas.

Além do crime do Posto de Saúde, os presos também estão sendo investigados pelas mortes de Leomarques Menezes Fernandes, conhecido como “CU”, 23 anos,  e Fabrício da Conceição Lima, conhecido como “BUBUGA”, 19 anos, uma vez que existe a suspeita de Givaldo Santos ser o mandante do crime, enquanto Wendel e Michel são suspeitos de executarem as vítimas.

O duplo homicídio aconteceu por volta das 2h30 da madrugada de domingo, dia 1.º, na calçada da residência de número 46 na Travessa Cardoso Cunha, próximo às residências das vítimas.

De acordo com informações levantadas pela polícia, Givaldo Santos também envolvimento com o tráfico de drogas na região.

AVISO:
Baseado na lei dos "Direitos Autorais", é expressamente proíbida a reprodução deste e outros artigos sem os devidos créditos do seu autor.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva