Ótica Perfil

Suspeitos de espancar e enterrar vivo idoso em Itabaiana são detidos pela Polícia Civil

INVESTIGAÇÃO | 22.11.2011 às 13:09h
Com informações da SSP/SE

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Defraudações de Itabaiana apreenderam dois menores e prenderam Renan Correia dos Santos, conhecido como Beá, 20 anos, suspeitos de assassinar e enterrar vivo o idoso José Bispo Santos, conhecido por Zezito, ocorrido em março deste ano.

No mês de março a vítima desapareceu e familiares procuraram a polícia para buscar informações. Após 45 dias, populares encontraram ossos nas proximidades de um local chamado "Riacho dos Meios", no povoado Mangabeira . A polícia foi acionada e localizou o corpo de um homem em estado de decomposição. A família de Zezito reconheceu a vítima pelas roupas que usava no dia do assassinato. Na semana passada um menor, após ser apreendido, confessou ter praticado o crime junto com outras quatro pessoas.

Segundo a delegada Viviane Jardim, o menor relatou no depoimento os detalhes do crime. De acordo com ele, ocorreu uma desavença entre um dos autores do assassinato com a vítima, porque esta teria lhe visto furtando lenhas.

No depoimento do menor, ele disse que o grupo então decidiu roubar o dinheiro da aposentadoria de Zezito. No dia do pagamento, os cincos acusados foram até a casa da vítima com uma carroça, além de um pá e uma corda. No local encontraram o idoso assistindo televisão e invadiram a residência.

"Eles indagaram onde o dinheiro estava, momento em que a vítima, amedrontada, entregou, motivo pelo qual não foi necessário revirar a casa. Em seguida, amarraram a vítima com as cordas, amordaçaram a boca com um pedaço de tecido e a colocaram dentro da carroça", relatou a delegada, conforme depoimento do menor.

A delegada ressaltou que o grupo se dirigiu ao riacho com o idoso e iniciaram uma sessão de espancamento, já que Zezito reconheceu um dos autores.

De acordo com a delegada, o menor começou a cavar uma cova para esconder a vítima. Ainda vivo, Zezito foi colocado dentro da vala e os acusados cobriram com areia. "A mão da vítima ficou descoberta e, para garantir que ela não ia sair da cova, resolveram ficar em cima e aguardaram alguns minutos até que não apresentasse sinal de vida", disse Viviane Jardim.

Dos cinco autores do crime, dois foram assassinados, dois menores encontram-se internados e Beá está preso. Ele sobreviveu a chacina ocorrida no povoado Baixa Fria,  em Areia Branca (SE), no dia 13 de outubro, quando foram mortos Josivan Jesus Santos, conhecido como “Bidogo”, 20 anos, e Fábio de Jesus Silva, conhecido como “Careca”, 22 anos. Renan Correia dos Santos ficou um período internado no Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), em Aracaju (SE). 

PS.: Houve acréscimo de informações
Da redação:
comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva