Ótica Perfil

Acusado de assaltar bancária que morreu atropelada na BR-235 é preso pela Polícia Civil

SE ENTREGOU | 03.10.2011 às 20:03h

Com informações da SSP/SE

 
(Foto: Ivve Rodrigues/Cinform)

Foi preso na tarde desta segunda-feira, dia 3, Alex Messias Aranha, 19 anos, acusado de tentar assaltar a bancária Ângela Maria Gonçalves, 32 anos, em um ponto de ônibus da Avenida Oswaldo Aranha, saída de Aracaju, bairro Veneza. Ângela acabou morrendo atropelada após atravessar a BR-235 em direção a um hipermercado.

A tentativa de assalto ocorreu por volta das 8h30 da manhã da última quinta-feira, 29, quando a bancária estava esperando um ônibus que a transportaria para o trabalho, na cidade de Riachuelo.

Em depoimento, Alex contou que abordou a vítima com uma faca peixeira para roubar o celular dela com o intuito de comprar pedras de crack. Ele disse que após anunciar o assalto a vítima demonstrou frieza e se sentou, mas instantes depois entrou em pânico e atravessou a pista sem olhar para os lados. “Ela atravessou uma pista sem problemas, mas na segunda pista, acabou atropelada e morta. Pensei em ajudar, mas fiquei com medo de ser morto pelas pessoas”, confessou o acusado.

O diretor do Cope, delegado Everton Santos, disse que Alex vai responder pelo crime de roubo tentado e não pelo crime de homicídio. “Quem vai responder por homicídio é o motorista que fez o atropelamento. Este motorista deve procurar a polícia e colaborar com o inquérito como fez o Alex. Infelizmente, trata-se de um acidente fatal, mas cada um deve responder por suas atitudes”, explicou Everton.

A arma utilizada na tentativa de roubo, uma faca peixeira de cerca de 25 cm, ficou jogada no canteiro da rodovia. A faca foi recolhida pela Polícia Rodoviária Federal e entregue na 8ª Delegacia Metropolitana. Após o crime, Alex Messias ficou escondido na casa de parentes no bairro São Carlos, mas foi convencido pela mãe a procurar a polícia e se entregar.

Na tarde desta segunda-feira, Alex procurou o delegado Everton Santos e acabou detido no Cope. O veículo que atropelou Ângela ainda não foi identificado, mas as investigações seguem em ritmo acelerado pela Delegacia Especial de Delitos de Trânsito (DEDT).

Relembre a tragédia 

* Mulher é atropelada e morta na BR-235 ao fugir de assaltante

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva