Ótica Perfil

Acusado de matar e comer coração da ex-mulher em Alagoas é preso pela polícia sergipana

BARBARIDADE | 22.09.2011 às 00:45h

Com informações da Ascom da SSP/SE

 
(Foto: Ascom/SSP)

A Polícia Civil de Sergipe confirmou na quarta-feira, dia 21, a prisão de um homem acusado de matar a ex-companheira e comer o coração dela. O crime ocorreu há exatamente um ano, em Arapiraca (AL) e o autor, o morador de rua José Jorge da Silva, 26 anos, foi  recapturado no último dia 14, em Carmópolis (SE), após assaltar um taxista junto com dois comparsas.

A vítima do assalto ficou paraplégica durante o crime. O taxista foi rendido quando fazia o trajeto entre Aracaju e Carmópolis. José Jorge estava morando nas ruas da capital sergipana desde que fugiu de um presídio em Alagoas, há cerca de seis meses, e  conheceu na cidade Jertson José Lima dos Santos, 19, e um adolescente de 17 anos de idade.

Roubo do táxi

Segundo o delegado de Carmópolis, Lênio Augusto Carvalho, os três acusados de assaltar o taxista seriam usuários de drogas e se conheceram consumindo entorpecentes em Aracaju, até que o adolescente convidou os dois a irem com ele à sua casa, em Carmópolis. "Eles embarcaram no táxi e no trajeto dominaram a vítima e a colocaram na mala do carro", explicou.

No entanto, os três infratores acabaram se envolvendo em um acidente automobilístico e o taxista acabou ficando paraplégico. "A Delegacia da Polícia Civil em Carmópolis foi acionada para atender ao caso e quando nós chegamos ao local, a vítima informou que tinha sido raptada. Os três acusados foram capturados. Depois de detidos, o adolescente foi encaminhado à USIP [Unidade Socioeducativa de Internação Provisória], o Jertson, ao presídio do bairro Santa Maria, em Aracaju, enquanto José Jorge ficou em Carmópolis ", informou o delegado.

Nome falso

Ainda de acordo com o delegado Lênio Augusto, José Jorge não foi transferido de imediato pois estava sem documentos, e ainda informou um que seu nome seria Josival. "Investigamos a origem dele e descobrimos o nome verdadeiro e que ele assassinou a ex-companheira em 2010, por ciúmes, e que teria comido o coração dela após o homicídio", disse Lênio.

As informações foram confirmadas junto à Polícia Civil de Alagoas. "José Jorge já havia sido preso em Arapiraca, dias após assassinar a ex-companheira, mas acabou fugindo para Sergipe e passou a perambular pelas ruas de Aracaju.

Crime bárbaro

José Jorge da Silva é acusado de assassinar e arrancar o coração da namorada Patrícia Vicente da Silva, 21, na estrada AL-220, em Arapiraca, no dia 21 de setembro de 2010. Segundo a Polícia Militar de Alagoas, o acusado, réu confesso do crime, foi detido no dia 9 de outubro de 2010, em Craíbas, também em Alagoas.

Ele teria assassinado Patrícia por ciúme, arrancado seu coração, colocado-o em uma bolsa e depois também teria assado e comido o órgão, acompanhado de aguardente. O acusado foi denunciado pela população da cidade de Craíbas, a aproximadamente 23 km de Arapiraca.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva