Ótica Perfil

Jovem de 25 anos é acusado pela polícia de cometer 11 assassinatos em Itabaiana

PSICOPATA | 11.09.2011 às 06:49h

Preso no último dia 06 do corrente mês durante uma operação realizada por agentes civis da Delegacia Regional de Itabaiana (SE), Márcio da Silva Santos, conhecido como "Márcio Tubaina", 25 anos, é apontado pela polícia como principal suspeito pelo assassinato de Mateus dos Santos Siqueira, 20 anos, Jéssica Prates dos Santos, 16 anos, Ana Paula dos Santos Moura, 14 anos, e José Yuri Santos Bispo, 18 anos.

A chacina aconteceu na noite do dia 16 de agosto na Rua B do conjunto Francisco Teles de Mendonça, em Itabaiana.

Na operação ocorrida no conjunto Maria do Carmo Nascimento Alves, a polícia também apreendeu J.B.S., conhecido como “Ninho”, 16 anos, com passagens pelo Centro de Atendimento ao Menor (Cenam). Na residência de Márcio os policiais encontraram um revólver calibre 38 e munições intactas.

Márcio Tubaina é natural do Estado de Alagoas, mas reside em Itabaiana desde a infância e estava em liberdade condicional desde o dia 16 de junho do corrente ano quando saiu do Complexo Penitenciário Advogado Antônio Jacinto Pinto no bairro Santa Maria, em Aracaju (SE).

Integrante do bando de Adriano de Jesus, conhecido como Adrianinho, que encontra-se em um dos presídios do Estado desde 2009 depois de ter sido condenado a 19 anos e seis meses por prática de homicídio, Márcio da Silva Santos é acusado pela autoria de 11 homicídios praticados na cidade serrana no período de 60 dias.

Segundo a polícia, além da chacina dos quatro jovens, Márcio Tubaina também é suspeito de envolvimento em mais sete mortes praticadas no meses de julho e agosto.

No dia 02 de julho ocorreu o duplo assassinato de Givaldo Alves da Mota, conhecido como “Manuê”, 33 anos, e Maria Ivaní dos Santos, conhecida como “Totoca”, 31 anos. Eles foram mortos a tiros no conjunto Maria Coriza Bispo durante a realização de uma seresta em um bar da localidade.

 

Já na noite do dia 10 do mesmo mês foi morto dentro do “Bar do Beijo”, localizado na Rua C, número 46, no conjunto Maria do Carmo Nascimento Alves, o casal Maria Joseildes dos Santos, 25 anos, e Carlos Roberto dos Santos, conhecido como “Carlinhos”.
A mulher morreu dentro de um quarto e o seu companheiro foi morto próximo ao balcão do estabelecimento.

Ainda no mês de julho foi assassinado Carlos Henrique da Silva, 23 anos, que residia no conjunto Miguel Pedro de Mendonça, e morreu momentos depois de ser alvejado a tiros, enquanto José Aremir da Conceição, conhecido como “Arranheto”, 31 anos, também foi alvejado por disparos de arma de fogo. Ele foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no dia 31, no Hospital de Urgência de Sergipe Governador João Alves Filho (HUSE), em Aracaju.
O crime aconteceu na noite do dia 23 em uma residência, localizada no conjunto Maria do Espírito Santo. 

Já no mês de agosto, um dia antes da chacina, o idoso Antônio Rodrigues de Souza, 58 anos, foi alvejado a tiros na cabeça e nas costas.
Ele foi encontrado morto na porta de entrada da casa de número 32 da Rua C, no conjunto Maria Coriza Bispo.
Ao chegar ao local do crime os policiais encontraram a residência da vítima completamente revirada.

A utilização deste e outros artigos deve respeitar a Lei dos Direitos Autorais. Sua veiculação está previamente autorizada desde que as informações autorais sejam citadas.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva