Ótica Perfil

SSP desarticula formação do PCC em Sergipe

| 29.05.2008 às 20:43h

Após investigações que duraram dois meses, equipes da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), do Complexo de Polícia Especializada (Cope), da Delegacia Regional de Itabaiana e do Comando de Operações Especiais (COE) de Sergipe prenderam, na quarta-feira, dia 28, em Aracaju, seis integrantes do PCC. A organização criminosa vinha fortalecendo o tráfico de drogas no Estado.
As prisões aconteceram em pontos distintos. Três dos acusados foram detidos por volta das 9h30, na Avenida Francisco Porto, no Bairro Salgado Filho, quando se preparavam para seqüestrar um empresário. Outros três membros da quadrilha foram presos em um condomínio na Avenida José Sarney, no Bairro Mosqueiro, onde a polícia apreendeu dois revólveres calibre 38, uma pistola 9 mm e três carros.

www.gilsondeoliveira.com.br

Os membros da facção criminosa estavam em Aracaju há cerca de cinco meses e tinham como objetivo criar uma base de operações do PCC em Sergipe. A polícia ainda está em diligências na tentativa de prender outros integrantes da quadrilha. Um sétimo acusado foi identificado na invasão das Malvinas, no Bairro Aeroporto, mas conseguiu escapar. Nesta perseguição, a polícia apreendeu um carro ‘EcoSport’.
 
www.gilsondeoliveira.com.brwww.gilsondeoliveira.com.br                                                  








Foram presos Wellington Brandão de Aragão, Andréa Cristina Martins Roberto Esteves dos Reis, Breno Diego do Amaral, Luís Eduardo Marcondes Machado de Bastos e Alécio Luiz Cavalcante Freitas. Este último foi quem alugou as casas e era o responsável por passar informações sobre possíveis vítimas a serem assaltadas.
Luís Eduardo e Wellington Brandão, namorado de Andréia, são fugitivos da Justiça paulista. O primeiro fugiu de um presídio desde o final de 2007 e responde a três processos por roubo e um por homicídio, por ter assassinado a ex-esposa. O outro responde pelo crime de roubo. As informações policiais também indicam que Andréia Cristina já responde por roubo, receptação, tentativa de homicídio e estelionato.

O único sergipano do grupo é Alécio, que já respondeu processo na Justiça sob a acusação de estelionato e exercício ilegal da profissão. Ele trabalha como corretor de imóveis.
Quatro dos seis integrantes do PCC já foram encaminhados ao Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Compencam), em São Cristóvão.
A rápida transferência de Luís Eduardo Marcondes Machado de Bastos, Luiz Roberto Marcondes Machado de Bastos, Bruno Diego do Amaral e Wellington Brandão de Aragão ocorreu por questões de segurança.
Andréa Cristina Martins e o sergipano Alécio Luiz Cavalcante Freitas, permaneceram no Complexo de Polícia Especializada (Cope) e serão enviados a uma das Delegacias Metropolitanas da capital.
Fonte: SSP

Fotos: Ascom/SSP

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva