Ótica Perfil

Quadrilha acusada de homicídios em São Cristóvão e Aracaju é desarticulada pela polícia

INVESTIGAÇÃO | 12.08.2011 às 07:11h
Com informações da SSP/SE

 
(Fotos: Ascom/SSP)

Grupo formado por oito pessoas, dos quais dois são adolescentes, é acusado pela polícia de praticar pelo menos seis homicídios e realizar uma tentativa de assassinato nos municípios sergipanos de São Cristóvão e Aracaju.

De acordo com as investigações policiais, a quadrilha tirava a vida de seus desafetos em decorrência de disputas por espaço no tráfico de drogas e por motivo de desavenças pessoais.

O grupo é formado Thiago Mendonça Faro, 28 anos; Diego Iran Matos Santos, 19 anos; Paulo Ricardo dos Santos, conhecido como 'Birrodo', 24 anos; Damião Cordeiro da Silva (que é sargento reformado da Polícia Militar), 47 anos, e seus filhos: David Cordeiro da Silva, conhecido como 'Oião', 18 anos, e Miqueias Cordeiro da Silva, conhecido como 'Kabal', 20 anos, além de dois adolescentes que ainda não foram apreendidos.

Histórico dos homicídios

O acusado Miqueias Cordeiro, o Kabal, teria assassinado, no último dia 18 de março, Alan Cristian Santos, o 'Kiko', 18 anos, na avenida de acesso ao conjunto Eduardo Gomes, em São Cristóvão.

Segundo investigações da polícia, a vítima estava de bicicleta com um compadre, quando parou em frente a uma mercearia para comprar cerveja. O compadre entrou na mercearia e ele ficou aguardando do lado de fora, quando foi surpreendido pelo acusado, que fez vários disparos de revólver contra ele. O crime teria ocorrido em virtude de rivalidade entre torcidas de futebol, e também porque a quadrilha acreditava que ele teria sido o responsável pelo assassinato de um dos membros do grupo criminoso.

No outro crime, Kabal, Oião e um adolescente, no dia 27 de março de 2011, mataram um outro adolescente quando acontecia um arrastão com um trio elétrico em via pública, no conjunto Eduardo Gomes. A vítima, Moisés Rosendo dos Santos, 17 anos, acompanhava a festa na presença de amigos, quando o adolescente foragido o empurrou. Em seguida, Oião efetuou os primeiros disparos contra Moisés, que ainda foi atingido com disparos efetuados pelo adolescente. A arma calibre 38 utilizada no crime foi encontrada na casa do menor, carregada com cinco munições.

Outra vítima da quadrilha foi Carlos Alexandre dos Santos, assassinado no dia 21 de abril de 2011 por volta das 21h30, na praça Ronaldo Calumby, no bairro Novo Paraíso, em Aracaju. A vítima foi surpreendida pelos elementos Paulo Ricardo dos Santos (Birrodo) e Kabal, os quais efetuaram vários disparos de arma de fogo. Em que pese a vítima não estivesse armada não teve tempo para fugir ou se defender. O fato ocorreu quando da inauguração da praça do conjunto Tiradentes.

Em mais um crime da quadrilha, o sargento Cordeiro, seu filho Kabal e Adriano Nascimento (Pezão) tentaram matar uma pessoa no campo da Graça, no bairro Rosa Elze, fato ocorrido no dia 28 de abril de 2011. Segundo informações da Polícia Civil, a vítima, Moacir Viana Neto, mais conhecido como 'Gordinho', 20 anos, foi ao campo de futebol, entretanto, foi advertido pelo sargento Cordeiro, pai de Kabal, que ele não fosse jogar bola, pois pretendia matar um desafeto, e que ele poderia ser atingido, pois 'bala não tem olho'.

Por conhecer o sargento, a vítima não deu importância ao aviso. No campo, a vítima se desentendeu com Adriano Pezão que, armado, disparou contra a cabeça de Moacir, que mesmo atingido gravemente conseguiu sobreviver. Além de Pezão, Kabal também efetuou disparos contra a vítima, enquanto o sargento Cordeiro a tudo assistia.

Numa outra ação da quadrilha, ocorrida no dia 23 de junho de 2011, por volta das 15h56, no bairro Rosa Elze, a vítima do grupo foi Claudemir dos Santos Menezes, conhecido por Negão, foi assassinada por Thiago Mendonça Faro e Birrodo. Esse crime visava na verdade a morte de João Carlos Nunes Cavalcante, conhecido como 'João Gago'. No dia do crime, João Gago estava acompanhado de Claudemir. Thiago ao avistar a dupla não conseguiu ceifar a vida de João que empreendeu fuga, entretanto Thiago surpreendeu Claudemir e o atingiu pelas costas com alguns disparos de revólver. A vítima ainda foi encaminhada para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), mas veio a óbito.
 
Thiago ainda é acusado de assassinar Eraldo Santos de Jesus, 22 anos, fato ocorrido no dia 13 de junho de 2011, por volta das 18 horas, na quadra de esportes do bairro Santa Maria. Informações da Polícia Civil dão conta de que a vítima que estava em liberdade condicional há cerca de um mês pela prática de um homicídio e estava no Santa Maria, zona sul de Aracaju, quando teve sua vida ceifada por Thiago, que foi local na tentativa de eliminar um desafeto. Como não o encontrou mas avistou Eraldo, resolveu matá-lo, pois a vítima é apomntaa pela quadrilha como sendo autor da morte de Régi, amigo dos bandidos.

O crime mais recente da quadrilha teve como vítimas João Carlos Nunes Cavalcante, o João Gago, 19 anos, e Adriano Nascimento Santos, o 'Pezão', 25 anos. Kabal, Birrodo e Thiago avistaram as vitimas quando elas estavam juntas próximo ao terminal de ônibus da avenida Visconde de Maracaju, quando atiraram e mataram João Gago, que era líder de uma quadrilha rival, no dia 29 de julho, por volta das 19h40. Pezão, que anteriormente pertencia à quadrilha presa, havia passado a integrar a quadrilha de João Gago, que é rival da anterior na disputa pelo tráfico de drogas em São Cristóvão, e por isso também foi perseguido e morto minutos depois numa rua paralela.

 
Para ampliar clique na imagem

As prisões de David Cordeiro da Silva, Miquéias Cordeiro da Silva, 20 anos, Diego Iran Matos Santos, 19 anos, e Thiago Mendonça Faro, 28 anos, foram efetuadas em Itabaiana por policiais militares e civis no dia 1º de agosto na Rua Monsenhor Constatino.

 
Para ampliar clique na imagem

Na residência a polícia apreendeu 2 pistolas, 4 carregadores, um pacote com cocaína pura com cerca de 500g, 79 cápsulas de cocaína, 47 munições intactas, uma balança de precisão, 22 aparelhos de telefones celulares de diversas marcas, um som automotivo, dois tacas CD’s, a importância de R$ 3.405, em espécie, uma caderneta com nomes de clientes e mais dois automóveis, sendo um Renault, modelo Megane, com placas JQM 5134/SE (São Cristóvão), e um Volkswagem, modelo Parati, com placas BNC 6093/BA (Salvador), além de um veículo Volkswagem, modelo Gol, cor prata, com placas HKT 6701/PE (Barreiros), que estava em poder de David, Mikéias e Diego Iran, no momento em que o trio chegava à casa de Thiago Mendonça.Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva