Ótica Perfil

Trio alagoano é preso no comércio de Itabaiana com documentos falsificados

GOLPE | 02.07.2011 às 17:08h
Policiais do 3º Batalhão de Polícia Militar foram acionados por volta das 11 horas deste sábado, dia 02, depois que um homem acompanhado de duas mulheres tentou abrir um crediário na loja Eletro Shopping, localizada no Largo José do Prado Franco, centro de Itabaiana (SE).

Após o cadastro ter sido reprovado pela administradora do cartão de crédito o gerente do estabelecimento comercial ficou desconfiado e resolveu acionar a polícia. De imediato uma viatura foi à loja, mas os suspeitos já haviam se retirados. 

Em seguida foi uma iniciada uma ronda pela cidade quando o trio foi surprendido tentando comprar aparelhos celulares top de linha na loja Itatel na Praça João Pessoa, inclusive eles só não conseguiram concluir a compra porque os policiais chegaram no exato momento em que o cadastro estava sendo aprovado.

 

Foram detidos em flagrante Hermann Santos Calaca, Natália Bispo da Silva e Vanessa Larissa Santos Lima, ambos naturais de Maceió, Estado de Alagoas.
Com eles a polícia encontrou documentos de identidade dos Estados do Espírito Santo, Rio Grande do Norte e Alagoas com nomes falsos, além de comprovantes de residências e contra-cheques, todos também falsificados.

Os três foram detidos e encaminhados para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Itabaiana onde foram autuados por uso de documentos falsos.

Em depoimento, Hermann Santos Calaca, líder do grupo, confessou que havia adquirido as RG’s ao preço de R$ 100, cada, e que chegaram a Itabaiana na sexta-feira, dia 1º. 

Depois de serem ouvidos pelo deleado Ataíde Alves, o trio foi levado para a carceragem da unidade policial onde vai permanecer à disposição da justiça do Estado de Sergipe.

A guarnição que atendeu a ocorrência foi formado pelo 3º Sgt Veiga, Cb Givandí, SD Hamilton, AL CFC R. Oliveira, AL de Sgt Diniz e SD Da Silva.


PS.: A materia foi alterada, uma vez que o delegado Ataíde Alves nos informou que o trio foi autuado por uso de documento falso e não por falsidade ideológica e formação de quadrilha como nós tínhamos informado. 


A utilização deste e outros artigos deve respeitar a Lei dos Direitos Autorais. Sua veiculação está previamente autorizada desde que as informações autorais sejam citadas.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva