Ótica Perfil

Polícia aponta latrocínio para morte de professor

INVESTIGAÇÃO | 15.05.2011 às 19:07h
Com informações do Jornal do Dia – Por Gabriel Damásio

A polícia de Lagarto, centro-sul do Estado, mantém sigilo nas investigações sobre o assassinato do professor Celso Milton de Oliveira Menezes, 61 anos, cujo corpo foi encontrado manhã de quinta-feira, dia 12,  dentro de sua casa, no centro da cidade.
A vítima teria sido esfaqueada após lutar com dois homens, cujas identidades ainda são desconhecidas.
O caso está sendo investigado pela Delegacia Regional de Lagarto, sob coordenação dos delegados Hildemar Lima Rios e Dernival Elói Tenório, destacados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

As equipes que atuam no caso ouviram depoimentos de parentes, amigos e vizinhos que tiveram contatos com Celso horas antes do crime.
De acordo com a coordenadora de Polícia Civil do Interior, delegada Viviane Cruz Pessoa, todas as linhas de investigação estão sendo seguidas pelas equipes policiais, sendo que a principal delas aponta para a existência de latrocínio (roubo seguido de morte), já que seis objetos foram roubados da casa: um notebook, um DVD e quatro telefones celulares.

Apurou-se também que dois homens teriam entrado na casa e saído dela pela porta da frente, que estava aberta quando o corpo foi encontrado pela diarista que prestava serviços ao professor.
Dentro da casa, os peritos do Instituto de Criminalística não encontraram nenhuma marca de arrombamento, mas sim muitos rastros de sangue e sinais de luta corporal.
Durante a briga, Celso teria tentado se defender dos assassinos, protegendo-se com as mãos, mas acabou atingido por seis facadas na altura da cabeça e do pescoço.
Antes de fugir, os matadores ainda usaram uma toalha para tentar limpar os vestígios de sangue. Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva