Ótica Perfil

21 presos ainda não voltaram para o presídio depois do Natal

FORAGIDOS | 08.01.2011 às 22:33h

Com informações do Jornal da Cidade - Por Célia Silva

 
Clique na imagem para ampliá-la - (Foto: Jorge Henrique)

De um total de 280 presos que ganharam o benefício da saída temporária para as festas natalinas, 21 não retornaram ao presídio e são considerados foragidos. O número é considerado alto, baseando-se na média de evasão em Sergipe que fica entre 3% e 5%. A expectativa do Desipe é que os presos retornem espontaneamente nos próximos dias.

A saída temporária é um beneficio previsto na Lei de Execução Penal com a finalidade de contribuir para a ressocialização dos presos, concedendo uma saída de sete dias cinco vezes por ano. Não está especificado na Lei, mas para facilitar o processo de saídas temporárias, essas acontecem na Semana Santa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças e no Natal. No Dia das Crianças saíram 350 e se evadiram apenas três.

O diretor do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe), Manuel Lúcio, explicou que os internos recebem a concessão da saída temporária, e ficam sete dias com a família. Esse período compreende as comemorações de Natal e Ano Novo. Os beneficiados na saída de Natal deveriam ter retornado no dia 29.

Manuel Lúcio explicou que as saídas temporárias são solicitadas pelo Desipe ao juiz da Vara de Execuções Criminais (VEC), Hélio Figueiredo Mesquita, que examina cada caso. Ele leva em consideração o comportamento e a disciplina do preso, entre outros fatores. Este ano, o departamento solicitou 310, mas só foram autorizadas 280 saídas.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva