Ótica Perfil

Dez pessoas são detidas sob a acusação de furto de gado no interior

CRIMINALIDADE | 08.01.2011 às 11:58h

Com informações da SSP

As polícias Civil e Militar de Sergipe, através da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci), das delegacias dos municípios de Japaratuba e Lagarto, da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), e do Grupamento de Ações Táticas do Interior (Gati), apresentaram na manhã desta sexta-feira, dia 7, detalhes da investigação que resultou na prisão de integrantes de quadrilhas especializadas em furto de gado em cidades do interior sergipano.
Os grupos criminosos agiam furtando gado de propriedades rurais dos municípios que compõem o Vale do Contiguiba e Centro-Sul de Sergipe. Foram presas dez pessoas envolvidas com as ações criminosas e apreendidos uma caminhonete Mitsubishi L 200 e dois automóveis Fiat Strada, que eram utilizados no transporte da carne furtada.

De acordo com o coordenador operacional da Copci, delegado Jonathas Evangelista, os criminosos agiam sempre durante o período da noite ou madrugada, abatendo as cabeças de gado dentro das propriedades rurais escolhidas e efetuando o corte da carne e posteriormente o seu transporte. “Levantamentos apontaram que o grupo matava os animais e comercializava a carne em Aracaju. Até o momento constatamos o furto de 60 bovinos, mas esse número pode ser ainda maior”, explicou Evangelista.

 
Clique na imagem para ampliá-la - Foto: Ascom/SSP)

Foram presos: Carlos Ferreira do Nascimento, 44 anos, apontado com um dos líderes, que agia diretamente nos crimes e é proprietário do açougue “O Medalhão”, localizado na avenida Nestor Sampaio, bairro Ponto Novo, em Aracaju; José Vieira dos Santos Silva, 30 anos, conhecido como “Deinha”, que agia juntamente com Carlos Ferreira na cidade de Lagarto; José Evandro da Silva, 53 anos, vulgo “Zé Vânio”, Mário Neres dos Santos, 59 anos, que atende por “Mauro”; Guimarães Anunciação, 53 anos, que chefiava o segundo grupo, seu filho Guilberton José Lima da Anunciação, 28 anos, conhecido como “Guinho”, e Josivaldo da Anunciação, vulgo “Josa”, e, na tarde desta quinta-feira, dia 6, foi preso Oderlan Santos, vulgo Lan. Todos atuavam na região do Vale do Cotinguiba.

José Nivaldo de Oliveira, 37 anos, e Manoel Vieira Brito, vulgo “Mané”, 31 anos, atuavam separadamente dos dois bandos e agiam no município de Capela.
De acordo com o coordenador da Copci, delegado Fernando Melo, outros integrantes ainda faltam ser localizados e presos. Contra eles já existem mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça. “As nossas investigações ainda estão em andamento e diligências estão sendo feitas para colocarmos o resto dos criminosos atrás das grades”, destacou. Ainda segundo Melo, após a desarticulação dos grupos criminosos não houve mais registros de furtos de gado nas regiões que os bandidos atuavam.

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva