Ótica Perfil

Adolescente infrator continua espalhando terror

| 19.03.2008 às 07:38h

Pipita, o adolescente infrator que vem aterrorizando a região sul do Estado de Sergipe, está fazendo novas vítimas por onde passa.
Segundo informações da polícia e de moradores, ele e o comparsa, identificado pela alcunha de Gago, invadiram na última segunda-feira, dia 17, à noite, uma residência em um sítio localizado no município de Pedrinhas a procura de abrigo e comida.
Foto: Divulgação/SSP

Pipita e seu comparsa, estão fugindo da caçada policial montada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de Sergipe desde a última quinta-feira, dia 13, quando invadiu uma fazenda no Povoado Araticum no município de Itaporanga D’ajuda e seqüestrou duas adolescentes, sendo uma 13 e outro de 15 anos, além de baterem nos pais das adolescentes e destruírem tudo na residência. Antes da fuga, Pipita exigiu o pagamento de R$ 10 mil pela libertação das jovens.
Foto: Jorge Henrique

Dois dias antes, no Alto do Coelho e Xinduba, localidades próximas ao Povoado Araticum, ele e o comparsa, juntamente com outro homem identificado por “By Cros”, baleou duas mulheres e matou a tiros, em baixo de uma cama, o adolescente Leandro dos Santos Alves, o “Pinchi” de 16 anos, e também seqüestrou uma garota com 14 anos, que conseguiu escapar do adolescente infrator. Antes de aterrorizar o município de Itaporanga D’ajuda, Pipita já havia espalhado pânico em Tomar do Geru, Cristinápolis e em Rio Real no Estado da Bahia praticando assaltos, latrocínios e estupros. 
No município de Tomar do Geru, por determinação da administração municipal, as aulas estão suspensas, haja vista que a população está assustada. Até mesmo a prefeita do município Iara Costa passou todo o dia de terça-feira, dia 18, em Aracaju, pois foi ameaçada também pelo adolescente.
Foto: Alberto Dutra

As buscas a Pipita continuam em sítios e fazendas nos municípios de Pedrinhas e Itabaianinha com o auxílio de dois helicópteros locados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e o reforço das equipes do Batalhão de Choque com cães farejadores.
Pipita é natural de Tomar do Geru e cresceu na zona rural da cidade e segundo Doutor Santana, delegado de Rio Real (BA), pouco se conhece da vida familiar do adolescente, pois ninguém sabe informar o paradeiro de sua mãe e que apenas existem informações acerca de seu pai, que está preso em Aracaju, acusado de homicídio.
Fotos: Jorge Henrique
comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva