SSP confirma Floro como mentor de atentado contra desembargador e cabo da PM

DETENÇÕES | 26.11.2010 às 19:53h

Com informações da SSP/SE

As polícias Civil e Militar de Sergipe prenderam no final da tarde de quinta-feira, dia 25, na zona rural de Petrolina (PE) três pistoleiros envolvidos no atentado contra o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE) desembargador Luiz Mendonça, ocorrido na avenida Beira Mar, em Aracaju, no dia 18 de agosto deste ano, e no resgate de Floro do Hospital São Lucas, em Aracaju, no final de 2008.

Foram presos Clodoaldo Rodrigues Bezerra, conhecido como 'Bezerra', ex-policial militar de Pernambuco, expulso da PM por envolvimento em grupos de extermínio, Antônio Ivandro do Nascimento, 23 anos, o 'Nem', ex-policial civil da Bahia, Alessandro de Souza Cavalcanti, o 'Bili', além de um quarto pistoleiro identificado apenas por Ricardinho.
Este último foi preso na tarde desta sexta-feira, dia 26,  na cidade de Águas Belas, no interior de Pernambuco, e também tem envolvimento com o resgate de Floro Calheiros da unidade hospitalar da capital sergipana.

Em coletiva à imprensa, o secretário de Estado da Segurança Pública, João Eloy, informou que os pistoleiros agiram a mando do foragido da Justiça sergipana Floro Calheiros, que escapou do hospital São Lucas, no bairro São José, há dois anos escoltados por pistoleiros de seu grupo, e que os acusados chegaram em Aracaju pelo menos 15 a 20 dias antes do atentado para estudar a rotina do desembargador.

No tocante à prisão dos pistoleiros, o secretário também confirmou que os acusados reagiram diante da ordem de prisão e trocaram tiros com a polícia. Bili, inclusive, foi atingido com um tiro.

 

Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2017 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva